Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Decreto do executivo GARANTE RECESSO AOS SERVIDORES ESTADUAIS

DECRETO Nº 27.108 DE 06 DE DEZEMBRO DE 2010


Dispõe sobre o recesso funcional durante


as festividades do Natal e do Ano Novo.

A GOVERNADORA DO ESTADO DO MARANHÃO, no


uso das atribuições que lhe conferem os incisos III e V do art. 64 da


Constituição Estadual,


DECRETA:


Art. 1º Os servidores da administração direta, autárquica e


fundacional do Estado terão recesso funcional durante as festividades


do Natal e do Ano Novo, nos períodos compreendidos entre 20 à 24 e


27 à 31 de dezembro de 2010.


Parágrafo único. Os servidores escolherão um dos períodos


mencionados no caput deste artigo, cabendo ao chefe imediato a fixação


da escala de recesso, de acordo com a conveniência do serviço.


Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.


PALÁCIO DO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO,


EM SÃO LUÍS, 06 DE DEZEMBRO DE 2010, 189º DA


INDEPENDÊNCIA E 122º DA REPÚBLICA.


ROSEANA SARNEY


Governadora do Estado do Maranhão


OLGA MARIA LENZA SIMÃO


Secretária-Chefe da Casa Civil

fonte: diário oficial do estado - Poder executiv…

Inforamtivo MRP - Dezembro/2010

Movimento de Resistência dos Profissionais da Educação São Luís - Ano IV – n° 05 – dezembro/2010


DOIS ANOS DE PERDAS E FALSAS PROMESSAS

Durante os últimos dois anos os trabalhadores da educação estadual têm sido vitimados por uma série de ações governamentais que vêm comprovar a falta de responsabilidade e de respeito do atual governo em relação à educação pública do Maranhão. Essa situação, infelizmente, tem se agravado em decorrência de uma total paralisia da direção do Sinproesemma que, nos últimos anos, vem agendando suas ações exclusivamente em função dos seus interesses políticos-eleitorais.
Em 2009, com vista no processo eleitoral, a direção do Sinproesemma resolveu fechar um acordo com o governo para o não cumprimento do reajuste anual previsto pela Lei do Piso. De lá para cá, em decorrência desse acordo, os profissionais da educação têm acumulado significativas perdas salariais (ver gráfico). Essa negociação rendeu para a diretoria do Sinproesemma o cargo de Secretário Adjunto de…

.OPOSIÇÃO EXIGE QUE A DIREÇÃO DO SINDEDUCAÇÃO REALIZE ASSEMBLEIA PARA DAR SATISFAÇÃO À CATEGORIA SOBRE O ANDAMENTO DAS NEGOCIAÇÕES COM A SEMED/Prefeitura.

Após uma greve histórica e heroica de nossa categoria- infelizmente TRAÍDA pela diretoria do SINDEDUCAÇÃO em troca de cargos de confiança na prefeitura, a exemplo do cargo de assessor técnico da SEMED, que após a greve passou a ser ocupado pelo secretário de Mobilização Sindical, Flávio Mendes Ferreira. Essa mesma diretoria agora se omite em convocar uma ASSEMBLEIA para dar maiores explicações sobre o andamento das negociações com a prefeitura. No geral, o que observamos desde o fim da greve, é um intenso processo de penalização dos (as) docentes, com reposições de aulas aos sábados, enquanto isso o prefeito João Castelo e sua secretária Suely Tonial descumprem a maioria dos itens do acordo celebrado com a direção do SINDEDUCAÇÃO e homologado judicialmente. Nunca é demais lembrar que nós abrimos mão de nossas férias para defender nossos direitos e amenizar os prejuízos em relação ao ano letivo, mas agora somos levados a sacrificar nossos sábados em troca do NÃO CUMPRIMENTO desse mesmo…

Isso é DEMOCRACIA? Para eles O MÁXIMO, para o trabalhador o MÍNIMO.

Na última semana de trabalho efetivo do Congresso e a menos de dez dias do Natal, os deputados e senadores planejam aprovar um reajuste de 61,83% nos próprios salários e um aumento de 133,96% no valor do vencimento do presidente da República.


O projeto já está pronto e fixa a remuneração dos parlamentares e da presidente eleita, Dilma Rousseff, em R$ 26.723, o mesmo pago aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – teto do funcionalismo público.
A aprovação do projeto, que entrará na pauta do plenário entre terça e quarta-feira, significará um aumento no salário da presidente eleita de mais de R$ 15 mil em relação ao que é pago hoje ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Lula ganha R$ 11.420,21 brutos, o menor salário entre os chefes dos três Poderes. Os deputados e os senadores recebem R$ 16.512 – mas embolsam 15 salários por ano -, e o vice-presidente e os ministros ligados ao Executivo ganham R$ 10.748.
“O aumento é para todos. Vamos equiparar todos com o teto e acabar com essa …

Secretaria de educação ou ESCOLA PARA LADRÃO

Coluna do Kpêta na Educação.


Nunca antes na história da Educação do Maranhão ocorreram tantas denúncias de corrupção. Sai Secretário e entra diarista, sem que nada seja apurado. Em contrapartida as denúncias não param.

Agora mesmo o blog recebe comentários, denunciando a volta do funcionário Cristiano Carneiro Arruda( Supervisor de Gestão de Rede Física), afastado segundo o comentário sob suspeita de envolvimento com a máfia que age no órgão.

O funcionário é sobrinho de Carmem Arôso, que exerce no órgão a função de Secretária Adjunta de Construção e Reforma de Escolas. Carmem Aroso é Engenheira? Quem da sua família é dono de Construtora? Perguntem a "Alexandre o Grande".
Um detalhe que pode passar despercebido a "tia" Carmem é Adjunta de Construção e Reforma de Escolas e o sobrinho é o Supervisor de Gestão de Rede Física. Ela bate o escanteio, ele dá a cabeçada. Quem agarra no gol? Pelé, Garrincha ou "Bob Mônica"? Pergunta de novo para "Alexandre o Gran…

PISA 2009 constata, Maranhão obtém as piores notas do país em Leitura, Matemática e Ciências

BRASÍLIA - Dez Estados brasileiros alcançaram resultados no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa, na sigla em inglês) melhores que a média nacional. Todos eles estão nas regiões Sul e Sudeste, com exceção do primeiro lugar: o Distrito Federal, que já foi campeão do Pisa 2006 e agora obteve 439 pontos na média das três áreas avaliadas.

No último lugar do ranking, aparece Alagoas, com 354 pontos, seis a menos que sua última média. O Estado perdeu pontos em ciências e leitura e melhorou um pouco em matemática.

Outras seis Unidades da Federação - Amapá, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e Roraima - pioraram em ciências. Distrito Federal, Sergipe e Santa Catarina caíram em matemática, e apenas Alagoas baixou a média em leitura.
A maioria dos Estados, no entanto, teve resultado significativamente melhor que os de 2006. O Maranhão, último colocado naquele ano, conseguiu aumentar em 43 pontos sua média em leitura - ainda assim, mantém-se como penúltimo no r…

Reunião da Oposição-SINDEDUCAÇÃO / REDE MUNICIPAL

Companheir@s, 5ª feira (dia 09/12) nos reuniremos às 18h no CEGEL (Canto da Fabril).



Nesta reunião debatermos o não cumprimento do acordo firmado entre a diretoria do SINDEDUCAÇÃO e a prefeitura. Na oportunidade definiremos nosso plano de ação para o início do ano letivo de 2011 e também socializaremos um PANFLETO DA OPOSIÇÃO.



COMPAREÇA, essa luta é nossa!

OPOSIÇÃO-SINDEDUCAÇÃO ( M. R. P / MOPE / CSP-CONLUTAS)

Prefeitura não paga e empresa de transporte escolar suspende a prestação do serviço

A empresa Transvitória, contratada pela Prefeitura para transportar alunos da rede municipal de ensino na zona rural de São Luís, iniciou. no último sábado, uma paralisação por falta de pagamento. Sem receber o repasse contratual desde agosto, o proprietário da empresa decidiu não mais prestar o serviço até que a administração municipal pague o valor que lhe deve.

A paralisação está prejudicando milhares de alunos em bairros da zona rural como Maracanã, Quebra-Pote, Cajupari, Maracujá, Mato Grosso, Rio Grande, Itapera, Iguaíba, Coqueiro, Tibiri, Cajupe, Santa Bárbara, entre outras localidades. Nesta segunda-feira, as salas de aula ficaram praticamente vazias porque a maioria dos estudantes depende do transporte oferecido pela Prefeitura para chegar às escolas.

A Transvitória mantém 23 ônibus e microônibus para prestar o serviço. Parte dos veículos é da própria frota da empresa. Os demais pertencem a terceirizadas.

Por causa da greve de professores, que se estendeu de maio a agosto des…

Professora indgnada, responde matéria da revista veja

Olha a uma cópia de uma carta escrita por uma professora que trabalha no Colégio Estadual Mesquita, no Paraná, à revista Veja.



“A educação não é obra de solista: ou se orquestra ou não ocorre”


Sou professora do Estado do Paraná e fiquei indignada com a reportagem da jornalista Roberta de Abreu Lima “Aula Cronometrada”. É com grande pesar que vejo quão distante estão seus argumentos sobre as causas do mau desempenho escolar com as VERDADEIRAS razões que geram este panorama desalentador.


Não há necessidade de cronômetros, nem de especialistas para diagnosticar as falhas da educação. Há necessidade de todos os que pensam que “os professores é que são incapazes de atrair a atenção de alunos repletos de estímulos e inseridos na era digital” entrem numa sala de aula e observem a realidade brasileira.



Que alunos são esses “repletos de estímulos” que muitas vezes não têm o que comer em suas casas quanto mais inseridos na era digital? Em que pais de famílias oriundas da pobreza trabalham t…