Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Bomba! Diretoria do SINPROESEMMA agora diz que o governo pode pagar o reajuste do piso

Em nota a diretoria do SINPROESEMMA diz que o governo tem como pagar o reajuste do PISO, confira no link abaixo

http://sinproesemma.org.br/2016/07/sem-reajuste-salarial-valorizacao-e-parcial/
Considerações do MRP:

Alguém precisa informar à presidente do SINPROESEMMA que a LOA/2016 foi definida, votada e aprovada em 2015. Ela não deve cobrar a inclusão do reajuste dos educadores na Lei Orçamentária em pleno mês  de julho/2016.Por que somente no final de julho a diretoria do SINDICATO fala da existência de um estudo financeiro do DIEESE? Nele está explicito que o governo não fala a verdade quando afirma não ter condições financeiras para pagar o reajuste do PISO.  Detalhe: Essa situação é do primeiro quadrimestre do ano. Diante disso perguntamos: Por que isso não foi feito e externado à categoria no primeiro semestre? A maior parte dos itens que a diretoria do sindicato diz ser conquistas dos educadores, ainda não foi efetivado. A exemplo citamos o caso das AMPLIAÇÕES e o das GRATIFICAÇÕE…

A incompetência de Edivaldo agrava os problemas educacionais de São Luis

Edivaldo Holanda Jr, mais uma vez, demonstra não ter condições de ser o prefeito de uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes, pois ele sequer tem coragem de encarar de frente  os problemas do principal município maranhense.       A recente greve de 37 dias dos professores municipais evidencia isso de forma muito clara. Os educadores foram obrigados a paralisar suas atividades por conta do estado de abandono em que se encontram a maioria das escolas municipais e também para reivindicar direitos estatutários, dentre eles, destaca-se o reajuste anual garantido pela Lei Federal nº 11.738/08. Pela lei do PISO, os educadores têm direito a um reajuste de 11,36% em 2016. O prefeito, pelo quarto ano seguido, ignorou a Legislação Federal e determinou que fosse feita uma proposta de reajuste PARCELADO, de 10,67%.                A princípio, a proposta foi feita em 3 parcelas ( 5% em MAIO + 4% em SET + 1,35% em DEZ). Os educadores de pronto, reunidos em assembleia no dia 12/05, rechaçara…