Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Reajuste dos educadores é pautado na ASSEMBLEIA LEGISLATIVA.

O deputado Edivaldo Holanda (PTC) apresentou emenda à medida provisória que estabelece os vencimentos dos servidores da educação básica maranhense. Holanda propõe um reajuste que equipare os vencimentos-base ao salário mínimo. Hoje, a categoria, em sua referência inicial, recebe R$ 46 a menos que o salário mínimo nacional vigente, de R$ 465.






Com a emenda de Edivaldo Holanda, os professores da educação básica receberiam acréscimo de pelo menos 9% em relação a proposta inicial do governo do Estado. Um exemplo são os profissionais de referência 1, que na mensagem do governo teriam um vencimento-base de R$ 419,10 a partir de 1º de outubro. Em janeiro esse valor subiria para R$ 427,49. Na conversão proposta por Edivaldo Holanda o valor referente a 1º de outubro ficaria em R$ 465 e a partir de janeiro de 2010, R$ 474,31.





No projeto do governo os servidores de referência intermediária (12) teriam vencimentos de R$ 494,29 a partir de 1º de outubro e R$ 504,18 em janeiro próximo. Na conversã…

Reprodução parcial da proposta de novo estatuto elaborada e defendida pela diretoria do sinproesemma. O que vcs acham?

DA DESCRIÇÃO E ATRIBUIÇÃO DOS CARGOS DO GRUPO OCUPACIONAL TRABALHADORES DA EDUCACÃO BÁSICA



Art. 29. Constituem tarefas do Professor:

a) Planejar e ministrar o ensino transmitindo os conteúdos pertinentes de forma integrada e através de atividades, para propiciar aos alunos os meios elementares de comunicação e instruí-los sobre os princípios básicos da conduta científico-social;

b) Elaborar planos de aula, selecionando o assunto e determinando a metodologia com base nos objetivos fixados, para obter melhor rendimento do ensino;

c) Selecionar ou confeccionar o material didático a ser utilizado, valendo-se das suas próprias aptidões, ou consultando o Serviço de Orientação Pedagógica, para facilitar o processo ensino-aprendizagem; d) Ministrar aulas, transmitindo aos alunos conhecimentos elementares de linguagem, matemática, ciências sociais e ciências naturais, através de atividades desenvolvidas a partir de experiências vivenciadas e sistematizadas, proporcionando ao educando o domín…

Manobras da diretoria do SINPROESEMMA.

Seminário aprova criação de Fórum Permanente para debater Estatuto do Educador




Data de Publicação: 10 de novembro de 2009


Saldo positivo. Essa é a percepção da diretoria do SINPROESEMMA acerca do Seminário que abordou o Estatuto do Educador do Maranhão. Entre as decisões tomadas durante o encontro, estão a criação de uma agenda e de um Fórum Permanente de discussão até a aprovação doPlano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS).



A proposta do Fórum é divulgar, debater e conscientizar a categoria da importância da aplicação das novas regras educacionais no estado do Maranhão.



O texto do novo estatuto do Educador está previsto para ser encaminhado e votado na Assembléia Legislativa, no próximo mês de dezembro. Até a votação o Sindicato realizará novos encontros. A iniciativa visa buscar a participação direta de trabalhadores em educação na composição do novo estatuto que norteará as diretrizes no campo educacional de todo o Estado.



Participaram do Seminário, coordenadores das quinze regio…

Mudança

Em função do bate boca entre dois diretores do sinproesemma neste blog e de pessoas induzidas por diretores do sindicato, que se identificam como pais, nós resolvemos modificar a condição para as postagens, em respeito às pessoas que frequentam este espaço. Portanto, agora não mais serão aceitas postagens anônimas.

Carta aos profissionais da educação

UMA GREVE ATÍPICA, UMA LIÇÃO HISTÓRICA: LUTAMOS E ESTAMOS ORGULHOSOS!




Ousadia, resistência, apreensão e persistência são sentimentos e momentos que marcaram os dias de greve dos trabalhadores em educação do estado do Maranhão.

Foi, sem dúvida, um grande aprendizado, porque foi uma grande luta. Aprendemos nesse movimento quem são os verdadeiros aliados da classe trabalhadora, aprendemos também quem são os seus grandes inimigos.

Fomos atacados por todos os lados no front dessa batalha em defesa de nossos direitos e de uma educação pública e de qualidade. Tal como o príncipe de Maquiavel a governadora Roseana Sarney tentava mostrar que “os fins justificam os meios”, para isso impunha o terror nas escolas, ameaçava cortar o ponto dos grevistas, até de exoneração fomos ameaçados.

É verdade que em alguns momentos sentimo-nos pequenos ao ver um governo oligarca e sedento de poder abocanhando a direção do nosso sindicato, que nada faz pela sua categoria, e de entidades estudantis, que nada…

Conheça a Carta do desespero.

MRP(OU MOSEP,...) E A GREVE ELEITORAL


Por Odair José*





Falar dos problemas internos de determinada categoria é quase sempre muito ruim para os seus membros, por isso a economia nas palavras dos diretores do SINPROESEMMA em certos momentos do desenvolvimento das lutas dos professores do nosso Estado. Mas, tem momentos que não é permitido ficar calado.





Nos últimos dias, temos visto um grupo de professores “dissidentes” comandando o que seria um levante contra o acordo feito pelo sindicato com o governo, referendado pela maioria da categoria, pelo qual a categoria tem um reajuste momentâneo que, adicionado ao feito no início do ano, ainda pelo Governo anterior, soma 15,97%.





Vendo apenas o momento, a fotografia, um observador desavisado poderia pensar que estamos tratando somente de um erro tático desses trabalhadores, continuar tencionando, inclusive através da greve, para tentar retirar do governo um pouco mais de 3% - uma vez que o pleito inicial foi 19,2% - colocando em risco a aprovaç…

Ação na justiça

Companheiros (as),



hoje o Juiz da 3ª vara do trabalho do TRT 16ª região, indeferiu nosso pedido de liminar, porém, ele ainda julgará o mérito da nossa ação dentro em breve, para tanto, mandou notificar o sindicato, para,no prazo de 5 dias, responder à ação cautelar que demos entrada no referido tribunal.



Percebam que continuamos na luta, esperamos agora o posicionamento dos diretores do sindicato, que andam dizendo em várias escolas que eles possuem todos os documentos que comprovam a realização das assembléias do interior. Uma coisa é falar, outra é provar para a justiça.



Sendo assim camaradas, nossas esperanças se renovam e a luta continua, contra todos os inimigos da educação.

Mais uma da Diretoria do Sindicato.

Ontem, estivemos no Seminário sobre o Estatuto do Educador, e com muita indignação ouvimos a diretoria do sindicato defender uma proposta de estatuto confusa, que cria falsa expectativa e está recheada de armadilhas para a categoria.


O estatuto deve ser uma lei que protege, amplia e conquista novos direitos para a categoria. Isso não acontecerá pelos simples fato de a proposta de Estatuto está toda pautada na Lei d o Piso, que tem parâmetros mínimos de investimentos na educação, ou seja, a proposta do estatuto não representa avanço na política de valorização do trabalhador em educação e é importante frisar que o financiamento da educação não tem como única fonte o FUNDEB, todos já sabem, inclusive a direção (pelo menos eles deveriam saber);

A proposta está “magrinha” quando o governo começar a fazer os cortes, e ele os fará, esses serão no osso. O governo não é obrigado a nada, por exemplo, retroatividade do pagamento de titulações e eleição direta para diretor. Não existem mecanismos…

Seminário sobre o Estatuto do Educador e PCCR, você está sabendo?

Nesta terça feira, 10/11, durante todo o dia, se realizará no Sands Hotel (ao lado do Abbe Ville) um seminário para estudo do Estatuto do Educador e PCCR, feito Sinproesemma.



Só serão dois participantes por escola (1 professor e 1 funcionário de escola).



Pois é, tão tarde e com tão poucos, a estimativa da direção do sindicato é de 300 participantes, (só de professores em São Luís, são mais de 5.000).


Acreditamos que se trate de mera formalidade, apenas para dizer que fizeram.


Em todo caso, quem puder participar, agilize, a inscrição é até segunda feira (conforme disse Profº Euges Lima, na Rádio educadora, sábado, no programa Educação em Debate), feita na sede do sindicato (Centro Histórico).



Quem puder, divulgue e participe.



Saudações à todos.

Obs. Sobre o poema. Foi bom ver tantas manifestações sobre ele. A intenção foi a de mostrar que o opressor só avançará se permitirmos, se ficarmos calados, quietos, com medo.




Não esqueçamos:



Assembleia da Base do Sinproesemma


CEGEL


10 de novembro


16h



A…

A GREVE CONTINUA!

O Comando de Greve, faz uso temporário deste espaço, apenas pela facilidade do contato.

Em assembleia hoje, no CEGEL, a categoria decidiu permanecer no movimento paredista, por entender que pressões e ameaças não podem nos impedir de lutar por nossos direitos.

Foi uma decisão de muita coragem, e tomada após muitas ponderações das centenas de profissionais da educação lá presentes. Ficou decido:

- A greve continua;
-Nesta quinta, mobilização nas escolas;
- Ingresso na justiça sobre o assédio moral sofrido pelos professores nas escolas;
- Ato na sexta pela manhã, 8:00, concentração praça deodoro, desta vez a passeata passará também pelo sinproesemma.

Movimento grevista se faz nas ruas e a defesa de nossos direitos nos faz lutar, por isso, vamos às ruas, mostrar ao Governo e à direção do sindicato que nossa coragem é maior.

Ficou claro para todos na assembleia, que o oponente é forte, mas também nós. Temos tanta força que querem nos abafar de todas as formas. A greve, contudo, é construída c…

QUANTO CUSTA A BOA EDUCAÇÃO?

Por Cesar Callegari e Mozart Neves Ramos]



Os sucessivos relatórios dos indicadores educacionais da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômicos) revelam que o Brasil investe na educação básica metade do que investem os países vizinhos – Chile, México e Argentina e seis vezes menos que a média dos países da própria OCDE. Considerando que o Brasil tem hoje cerca de 50 milhões de alunos matriculados nesse nível de educação, se quiser chegar ao patamar de investimento realizado pelos nossos vizinhos, isto é, algo em torno de R$ 4.000 por aluno/ano, o país precisaria destinar cerca de R$ 200 bilhões por ano para a educação básica. Os últimos dados oficiais do investimento público direto em manutenção e desenvolvimento do ensino divulgados pelo Ministério da Educação, relativos ao ano de 2007, mostram que o país aplica no setor cerca de R$ 100 bilhões de reais por ano, somatório das destinações realizadas pelo conjunto dos Estados, Distrito Federal, Municípios e Governo Fe…

EDUCADOR EM GREVE, SEM MEDO DE SER FELIZ!

Como se não bastasse o controle criminoso que o governo exerce sobre a os meios de comunicação do estado do Maranhão, agora o governo pesa também sobre a direção do nosso sindicato. Num ato de descompromisso com os anseios e necessidades da categoria o governo e a direção do SINPROESSEMA se lançam contra milhares de trabalhadores da educação na tentativa de intimidá-los a lutar para garantir seus direitos.


As tentativas de intimidação do governo e da direção do sindicato são as mesmas, "a greve é ilegal e portanto, OS PONTOS DEVEM SER CORTADOS". Felizmente a cada nota terrorista lançada pelo dueto governo/direção sindical contra a categoria só faz crescer a força do movimento. Ora, se a categoria aprovou a greve por ampla maioria em assembléia realizada pela própria direção do SINPROESEMMA no dia 17 de outubro no auditório da escola Liceu Maranhense, quem é ilegal? Você educador que é diariamente desrespeitado em seus direitos, que trabalha com salário defasado, em escolas s…