Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Salários dos professores da Educação Básica devem ser federalizados

Por Cristina Passos*, via e-mail

Muito se fala sobre a valorização dos professores no Brasil. Em todas as campanhas eleitorais, é um dos temas mais recorrentes, seja pelos partidos de direita, centro ou esquerda. Todos sao unâmimes em afirmar: "Os docentes precisam ter uma melhor remuneração". No entanto, passada a propaganda eleitoral, o que se vê em todo o País é uma política de desvalorização e desmoralização do magistério, com prefeitos e governadores desviando as verbas públicas e pagando péssimos salários aos educadores. Não à toa, estes estão entre os profissionais dessa área que recebem os menores salários no rainking  mundial. Perdem até para professores de países economicamente muito inferiores, como Uruguai, Chile, Venezuela e Bolívia. Um desestímulo a quem tem a tafefa de educar. Com a criação do Piso Nacional do Magistério, uma forte expectativa se criou. Finalmente, pensaram muitos, os professores passarão a ganhar melhor. Alarme falso. Criada em 2008, a famosa …

Gestão UNIDADE PARA MUDAR apresenta pauta de reivindicações dos educadores ao secretário Alan Kardec

Companheiros professores da rede municipal de ensino de São Luis, esse é um breve vídeo da reunião que aconteceu dia 13 de março com o sec. Alan Kardec e membros da da GESTÃO UNIDADE PARA MUDAR. Maiores informações da reunião daremos na plenária que faremos dia 20/03/13.

Veja o que aconteceu na assembleia semi-clandestina que o sinproesemma realizou em São Luis dia 7 de março de 2013

vídeo 1

vídeo 2

vídeo 3 - a fala do Presidente do sindicato
foto
Na foto acima podemos ver o quanto a diretoria do SINPROESEMMA descumpre o estatuto do sindicato. Se a assembleia do dia 7 de março realizada na capital era da regional de São luis, o que esse rapaz de camisa verde que aparece votando, fazia nela? O mesmo é diretor do sindicato e é lotado na regional de Viana.  Ressalta-se também que  outra vez a diretoria do sindicato rasga o estatuto da entidade ao usar do expediente de assembleias regionais para debater uma questão de base estadual. A analise e aprovação dessa proposta de estatuto do educador, de acordo com o estatuto do sindicato, deveria acontecer em uma assembleia geral.
Educadores da rede estadual de ensino, nós do  MRP nos posicionamos contra o envio da proposta do estatuto do educador para o governo, pois descobrimos recentemente que a proposta enviada não é a que foi socializada com  a nossa categoria via site do sindicato, alem disso há pontos dessa proposta …

Homenagem as mulheres maranhenses, em especial as educadoras.

MRP INFORMA

ATO PARA MANTER REDUÇÃO DA JORNADA EM SALA E GARANTIR REAJUSTE COM BASE NA LEI DO PISO
Depois de um amplo movimento realizado pela Gestão Unidade Para Mudar juntamente com centenas de professores, via abaixo-assinado e plenárias, culminando no mapeamento em mais de 80% das escolas da SEMED com 1/3 de hora atividade, o secretário de educação Alan Kardec e a direção biônica do SINDEDUCAÇÃO fecharam um acordo como tática para fazer com que os diretores pressionem os professores a recuar dessa conquista coletiva. Na circular enviada pela SEMED às escolas no dia 1º de Março de 2013, que é resultado do acordo SEMED/Direção biônica, está dito que: “(...) a efetivação da determinação legal poderá ser implantada imediatamente na escola, desde que, não gere déficit de professor, nem prejuízo das aulas para os alunos. Caso contrário, a escola deverá aguardar as orientações desta secretaria para os procedimentos a serem seguidos.” (Oficio circular de, nº 007/2013 gabinete da SEMED, grifo nossos). T…

STF decide que piso nacional dos professores é válido desde abril de 2011

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou na tarde desta quarta-feira (27) recursos (embargos de declaração) apresentados por quatro Unidades da Federação (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Ceará) e pelo Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) contra a decisão da Corte na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4167, que considerou constitucional o piso nacional dos professores da rede pública de ensino. Após o debate sobre os argumentos trazidos nos recursos, a maioria dos ministros declarou que o pagamento do piso nos termos estabelecidos pela Lei 11.738/2008 passou a valer em 27 de abril de 2011, data do julgamento definitivo sobre a norma pelo Plenário do STF.

Fonte:http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=232067 Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013


Professores de São Luis cobrarão do prefeito o respeito a Lei do Piso.

Dezenas de professores debateram ontem a tarde no sindicato dos bancários as principais questões que afligem a maioria dos educadores do município de São Luis, foram elas: 


READEQUAÇÃO DA JORNADA EM SALA DE AULA (GARANTIR O 1/3 DE HORA ATIVIDADE), COM A APRESENTAÇÃO DE UMA PROPOSTA ESPECÍFICA PARA OS PROFESSORES DE 1º E 2º CICLO;REAJUSTE SALARIAL;ELEIÇÃO DIRETA PARA DIRETOR.
Após informes variados sobre a realidade vivenciada pelo professor em sua UEB de lotação, no que diz respeito à necessidade de readequação da jornada, iniciamos um caloroso debate sobre essa e as outras duas questões e chegamos ao consenso de encaminhar cada item da pauta da seguinte forma:
Finalizar a proposta de readequação da jornada de sala de aula do professor de 1º e 2º ciclo e cobrar a IMPLEMENTAÇÃO DO 1/3 de hora atividade em toda a rede municipal de ensino, JÁ!Defender o reajuste do PISO SALARIAL de acordo com o que prevê o artigo 5º da lei nº 11.738/08, retroativo a janeiro de 2013;Defender a regulamentação…