Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

GOVERNO E SINDICATO ENSAIAM MAIS UM GOLPE CONTRA A CATEGORIA!

Passados mais de quatro meses, desde que representantes do governo do estado e membros da direção do SINPROESEMMA iniciaram um processo de negociação, com o objetivo de apresentar uma nova proposta de Estatuto que proporcionasse a construção de uma tabela salarial, com vistas ao cumprimento da Lei do Piso Salarial, encontramo-nos, novamente, diante de mais uma tentativa de violação dos nossos direitos.
Nas últimas semanas, a diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) tem tornado pública uma suposta disputa entre governo e sindicato, no que diz respeito à nova tabela salarial. No seu site oficial, têm sido publicadas várias propostas, com o objetivo de tentar passar para a categoria uma idéia de disputa entre patrão (governo) e empregados (sindicato). No entanto, essas estratégias não passam de um grande jogo de encenação, com o objetivo de fazer com que a categoria passe a achar que a proposta defendida, nesse momento, pelos membros da direção, representa a única alternativa possível. P…

TODO APOIO À GREVE DOS DOCENTES E TÉCNICOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO.

Já há algum tempo a população brasileira vem sofrendo com o desmonte dos serviços públicos, em particular da saúde e educação. Principalmente a partir dos governos neoliberais (Collor, FHC, Lula e Dilma), assistimos a cortes de recursos e aplicação políticas privatistas que precarizam o atendimento ao povo, colocam os serviços públicos como mercadoria, atacam direitos e conquistas dos servidores.

No âmbito da Educação Superior verificamos profundas modificações com a expansão precarizada, que piorou as condições de ensino, pesquisa e extensão, ampliou as vagas, expandiu absurdamente o sistema federal de ensino técnico e tecnológico, sem a correspondente ampliação da estrutura física, do quadro de técnicos-administrativos e de docentes, o que tornou a situação insustentável.

A heróica greve SINASEFE que já completa 50 dias, com paralisação em 227 campi e, aqui no Maranhão com 12 campi paralisados, é uma forte manifestação de desvelamento da propaganda governista de que na Educação Supe…

Vejam só... e ainda querem que aceitemos reajuste salarial parcelado.

A projeção de arrecadação de impostos feita pelo Tesouro Nacional mostra que o piso salarial dos professores brasileiros deve chegar a R$ 1.450,86 em 2012. O valor é 22% maior do que o definido pelo Ministério da Educação para este ano, de R$ 1.187,08, e promete causar polêmicas entre governantes estaduais e municipais. Apesar de previsto em lei, o salário ainda não é cumprido por todos os Estados e municípios, que alegam falta de recursos para pagá-lo.

Essa é a menor remuneração que os professores devem receber por 40 horas de trabalho semanais. Vale lembrar, no entanto, que o valor ainda pode sofrer alteração. O reajuste do piso salarial é calculado com base no valor mínimo gasto por aluno segundo o Fundo de Manutenção da Educação Básica (Fundeb). Com as previsões já divulgadas pelo Tesouro, cada estudante custará R$ 2.009,45, pelo menos. Porém, só em dezembro, quando os cálculos são atualizados, o MEC divulga o valor final do piso. Os reajustes passam a valer em janeiro.

A previsão …

Reunião do MRP

Companheiros amanhã nos encontraremos mais uma vez para debater a nossa conjuntura atual.

Dentre as diversas questões que debateremos, destaca-se:

1- PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL DO GOVERNO;

2- FUNDAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES;


LOCAL: SINDICATO DOS BANCÁRIOS

DIA: 24 DE SETEMBRO (SÁBADO)

HORÁRIO: A PARTIR DAS 16H

COMPAREÇAM!

Com a inexistência do PLANO DE CARREIRA DOS EDUCADORES, governo estadual potencializa sua POLÍTICA DE ARROCHO SALARIAL, graças a total subserviência da DIRETORIA DO SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB).

Adiada reunião para a apresentação da proposta do governo


Adiada para esta terça-feira, 20, à tarde, a reunião entre o SINPROESEMMA e representantes do governo do Estado, na qual o titular da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Bernardo Bringel, pretende apresentar aos educadores a proposta do governo de reajuste salarial para atender à Lei do Piso.


Última reunião da mesa de negociação


Em reunião realizada no final da tarde da última quinta-feira, 15, na vice-governadoria, o governo do Estado sinalizou com a garantia de pagar o piso salarial nacional, a partir de 1º de outubro, para todos os professores da rede estadual de ensino que recebem salários atuais abaixo do piso previsto em Lei, atualmente no valor de R$ 1.187,00.


Pela proposta do governo, até a 15ª referência da tabela salarial dos professores, será aplicado o piso, mantendo as diferenças entre as referências, cujo percentual não foi detalhado pelo governo. Quanto às demais faixas salariais, da 16ª até 25º referência, o g…

MRP - NOTA DE ESCLARECIMENTO

Partindo das afirmações e/ou questionamentos do texto “Oposição ‘pelega e contraditória’ protesta contra a luta dos trabalhadores”, disponível no site do SINPROESEMMA http://www.sinproesemma.org.br/2011/9/14/oposicao-pelega-e-contraditoria-protesta-contra-a-luta-dos-trabalhadores-2619.htm
esclarecemos:

1 - De que lado a oposição está? Dos trabalhadores ou do governo?

O MRP tem plena consciência de que a nossa categoria tem censo crítico, capacidade de análise e, principalmente, memória. Sendo assim, sabe perceber com clareza de que lado está a OPOSIÇÃO, assim como sabe quem é que vive fazendo alianças com o governo estadual, independente de quem ocupou ou ocupa o Palácio dos Leões. Ressalta-se que não são os membros do MRP ou pessoas ligadas a esse grupo que no período de 1994 – 2011 ocuparam e ocupam cargos de confiança no 1º, no 2º e no 3º escalão do governo do Estado. Torna-se fácil compreender tal fato quando relembramos que o atual Secretário Adjunto da SEDUC é tão somente o vice…

DIA 16 DE SETEMBRO NÃO É DIA DE PARALISAÇÃO NACIONAL, SEGUNDO A CNTE.

Aulas de cidadania debaterão Piso, Carreira e 10% do PIB para a educação

No próximo dia 16 de setembro, a CNTE promoverá em parceria com seus sindicatos filiados atividade nacional para chamar a atenção da sociedade sobre os temas de maior relevância para a educação pública, na atual conjuntura.

Um dos assuntos refere-se à elaboração e à aprovação, ainda em 2011, do novo Plano Nacional de Educação (PNE), em trâmite na Câmara dos Deputados na forma do PL nº 8.035/2010. O mesmo recebeu quase 3.000 emendas, das quais aproximadamente 90% têm origem nas deliberações da 1ª Conferência Nacional de Educação (Conae), realizada em 2010, em Brasília. E a garantia de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação pública apresenta-se como a principal reivindicação dos movimentos sociais ao projeto de PNE.

Outro tema relevante para o debate, também conexo ao PNE, diz respeito à valorização dos/as trabalhadores/as da educação básica.

Em 2008, o Congresso Nacional aprovou o Piso do Magistério e…

POR QUE SERÁ QUE A DIRETORIA DO SINPROESEMMA NÃO QUER QUE OS PROFESSORES FAÇAM UM PROTESTO EM FRENTE AO PALÁCIO DOS LEÕES?

A diretoria do SINPROESEMMA no afã de boicotar o protesto organizado pelo MRP p/ à tarde do dia 16/09, em frente ao PALÁCIO DOS LEÕES, resolveu de forma atabalhoada contrariar a ORIENTAÇÃO DA CNTE e está convocando uma PARALISAÇÃO para este dia, COM CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA DEODORO PELA MANHÃ, entretanto, não informaram para os educadores o que lá irão fazer.
Aqui percebemos o tamanho dos despreparo e da irresponsabilidade dos seus dirigentes. PARALISAR as atividades agora, por um dia, não nos ajuda muito, nada medida em que temos um passivo de aulas enorme para repor em função da greve e sendo assim, todos nós sabemos que os diretores vão nos penalizar colocando-nos faltas e, se não pagarmos as aulas referentes a esse dia, elas certamente serão descontadas. Além disso, como fica a situação dos educadores do interior do estado? Eles paralisarão suas atividades sem realizar nenhum protesto?


Por termos RESPONSABILIDADE E RESPEITO com os EDUCADORES é que nos do MOVIMENTO DE RESISTÊNCIA DOS PR…

GOVERNO DO ESTADO QUEBRA ACORDO FECHADO COM A DIRETORIA DO SINPROESEMMA, AFIRMA QUE NÃO CUMPRIRÁ A LEI DO PISO E O QUE É PIOR JÁ SINALIZOU QUE NÃO CONCEDERÁ MAIS A REDUÇÃO DE CARGA HORÁRIA POR TEMPO DE SERVIÇO E IDADE, JÁ A DIRETORIA DO SINPROESEMMA, MAIS UMA VEZ A REVELIA DA CATEGORIA DEFENDE QUE NÓS PRECISAMOS TER PACIÊNCIA.

Companheir@s, o que está por trás dessa atitude no mínimo suspeita da atual diretoria do sinproesemma?

O Governo do estado afirma que não cumprirá o acordo fechado com a diretoria do SINPROESEMMA em maio de 2011; Afirma, ainda, que não implantará o PISO este ano e, o que é pior, já sinalizou que vai retirar direitos da nossa categoria como a redução de carga horária por tempo de serviço e idade, que não será mais concedida para os novos professores da rede estadual de ensino.

A conjuntura atual  nos é extremamente desafiadora, pois o governo de plantão já demonstrou por diversas vezes que não tem interesse algum em implantar uma política de valorização dos educadores e vem nos ludibriando desde 2009. O que conseguimos de concreto até então? A resposta é NADA! A postura da  diretoria do SINPROESEMMA é, no mínimo, inaceitável: em vez de reunir a categoria em assembleia para analisar a PROPOSTA E A POSTURA DO GOVERNO, prefere se manter distante da categoria e aceitar participar de uma ve…

MRP CONVIDA - ATO PÚBLICO DIA 16/09 (SEXTA FEIRA).

Educadores da rede pública estadual,


Participem de um grande ato de manifestação em prol dos nossos direitos e da qualidade do ensino público estadual. Esse é o momento de:


- Protestar contra a proposta de política salarial indecorosa do Governo para a categoria e a quebra do “acordo”;


- Conhecer a Lei do Piso;


- Defender aplicação imediata dos 10% do PIB para a educação pública;


- Defender a convocação de uma Assembleia geral da categoria.


LOCAL: PALÁCIO DOS LEÕES


HORÁRIO: CONCENTRAÇÃO A PARTIR DAS 15H.

.....Oito em cada 10 escolas ficam abaixo da média no Enem e das 20 melhores, 18 são privadas

Oito em cada dez escolas públicas ficaram abaixo da média no último Exame Nacional do Ensino Médio (2010). É o que revelam os resultados do Enem por estabelecimento de ensino, que o Ministério da Educação divulga nesta segunda-feira. O cálculo considera escolas em que, pelo menos, 25% dos alunos participaram do exame. Entre os colégios particulares, 8% não conseguiram superar a média nacional - um décimo do índice verificado na rede pública.

A média geral dos estudantes do último ano do ensino médio foi de 553,73 pontos, numa escala até 1.000. A nota considera o desempenho tanto nas provas objetivas quanto na redação. E é ela que serve de referência para determinar quantas escolas ficaram abaixo da média nacional: nada menos do que 8.926 estabelecimentos públicos e 397 privados. Considerando apenas a nota geral nas provas objetivas - 511,21 pontos -, 80% das escolas públicas ficam abaixo da média.

A diferença entre a rede pública e a particular é um desafio para o sistema de educação…