Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

Professor a redução da jornada em sala de aula é legal. Faça valer o seu direito a 1/3 de hora atividade já!

A proposta do governo expressa no documento acima, foi a que a diretoria do SINPROESEMMA empurrou goela abaixo da nossa categoria na assembleia que pôs fim a greve dia 15 de maio de 2011. Pois bem senhores professores, na época o governo afirmou:

COLOCAR EM PRÁTICA O PISO, NO PRAZO DE ATÉ 30 DIAS APÓS O STF PUBLICAR O ACÓRDÃO E ENVIAR O O PROJETO DE LEI DO ESTATUTO A ASSEMBLEIA NO MÁXIMO 60 DIAS APÓS A PUBLIAÇÃO DO ACÓRDÃO.

O acórdão saiu e fizemos a reprodução de sua ementa abaixo. Diante do exposto pergunta-se: O acordo que a diretoria do SINPROESEMMA firmou com o governo do estado em 2011, a revelia da nossa caegoria, nos beneficou de que forma? Em 2012 o governo não nos concedeu o reajuste do PISO como deveria e o que é pior, nos fez trabalhar, no mínimo 3 horas a mais em sala de aula e de graça. Agora em 2013, o governo em parceria com a direção do SINPROESEMMA, deseja impor a nós a jornada de 16 h em sala de aula. Isso é ilegal e nós não devemos aceitar tal coação, na medida em …

Prefeito Edivaldo Holanda rasga a LDB ao determinar o encerramento do ano letivo sem garantir 200 dias de aula.

As leis que garantem alguma forma de direito aos trabalhadores e seu filhos geralmente são desrespeitadas, basta ver a Lei do Piso (Lei nº 11.738), promulgada em 2008 e que nunca foi cumprida pelos gestores: Federal, Estadual e Municipal; a própria LDB, constantemente é desrespeitada, como no que tange a “gestão democrática”, que envolve eleição direta para gestores de escola, e, como vemos em São Luís, no que se refere ao cumprimento do ano letivo com a garantia da oferta de no mínimo 200 dias de aula.
A prefeitura de São Luís, a Promotoria de Educação e a Direção Biônica do Sindeducação desrespeitam as leis do país e atacam o Estado Democrático de Direito quando fecham acordo para encerrar o ano letivo de 2012 sem ter cumprido o mínimo expresso na LDB.
Essa afronta à Democracia não é de agora, o que se vê é apenas o desfecho do que foi iniciado pelo então prefeito Sr. João Castelo(PSDB), com aval da Promotoria da Educação, na pessoa do promotor Paulo Avelar, quando suspendeu o início …

A diretoria GOLPISTA do SINDEDUCAÇÃO ja evidencia sua preferência pelo patrão (PREFEITO).

Audiência entre SINDEDUCAÇÃO e SEMED
A Presidente Elisabeth Castelo Branco também argumentou que não entendia o porquê do não pagamento do vencimento de dezembro de 2012 aos profissionais do magistério, na medida em que esta obrigação é paga integralmente com os repasses do FUNDEB (o extrato do Tesouro Nacional comprova o depósito de mais de R$ 31.000.000,00 nas contas do município de São Luís, apenas no mês de dezembro de 2012.). O secretário Allan Kardec entendeu a indignação da representante sindical e informou que o pagamento dos profissionais do magistério estará sendo feito amanhã, dia 04 de janeiro de 2013.
Os calendários escolares dos anos de 2012 e 2013 estarão sendo discutidos na próxima semana, em audiênciaque contará com a presença da SEMED, da Promotoria de Educação e do SINDEDUCAÇÃO.
O SINDEDUCAÇÃO manterá vigília diária em relação aos encaminhamentos e resoluções dos pleitos formulados no bojo do ofício n.º 04/2013 e estará disponibilizando todas as informações à categori…

Professor, conheça os 7 pecados capitais cometidos pelo MEC contra a lei do PISO

Eis OS 07 PECADOS CAPITAIS DO MEC, porque o PISO DO MEC e o nome é bem dado “ PISO DO MEC” , pois não é o piso do magistério, nem o piso dos professores, nem o piso legal, MAS O PISO DO MEC, PORQUE PERTENCE E É CRIA DO MEC. ENTÃO, ABAIXO AS 07 RAZÕES CAPITAIS, QUE COMPROVAM PORQUE O DITO CUJO, O PISO DO MEC, É UM ATAQUE À LEI DO PISO DO MAGISTÉRIO:


1ª RAZÃO – PRIMEIRO PECADO CAPITAL DO MEC - A PREGUIÇA -O MEC LEVOU UM ANO PARA CRIAR O SEU PRIMEIRO PISO ILEGAL – NO ANO DE 2010 – A PREGUIÇA DE CUMPRIR A LEI QUE MANDA QUE O PRIMEIRO REAJUSTE TERIA QUE TER INÍCIO EM 2009 - A lei é clara, no caput do artigo 5º: Art. 5o O piso salarial profissional nacional do magistério público da educação básica será atualizado,anualmente, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009. - O primeiro piso do MEC foi publicado em 30/12/2009. LOGO COMO SÓ FOI PUBLICADO 01 ANO DEPOIS COMEÇOU VIOLANDO FRONTALMENTE O ARTIGO 5º, que manda que teria que ser em 2009;


2ª RAZÃO – SEGUNDO PECADO C…

A CNTE TEM UMA DIRETORIA INIMIGA DOS EDUCADORES

Diante do golpe do governo de aumentar o repasse para Estados e municípios em 200% acima do reajuste do “piso” dos professores, burocracia sindical da CNTE propõe “luta” por mais 1%

Presidente da CNTE, Leão (do PT/Articulação), anuncia "greve nacional", mas defende acordo com governos "fora-da-lei"

Por meio de Portarias Interministeriais publicadas no apagar das luzes de 2012, o governo federal aplicou um novo e violento golpe contra os professores de todo o País. Ao mesmo tempo em que estabeleceu um aumento da ordem de 23,46% no valor per capita (por aluno matriculado) repassado às redes estaduais e municipais em 2013, rebaixou o índice que servirá de base à fixação do reajuste do piso nacional dos professores, fixando-o em 7,97%, o que elevou o valor do piso para R$ 1.566,64.

Do PT ao PSDB: todos os governos contra os professores e o ensino público

Com esta medida o governo agradou a todos os governos golpistas (incluindo os da direita) que já estavam (e ainda es…

Professores da base do SINDEDUCAÇÃO apresentam pauta de reinvidicações da categoria para gestores da SEMED

Ontem dezenas de professores da rede municipal de ensino de São luis participaram da plenária realizada no auditório Che Guevara do sindicato dos bancários, que foi convocada pela GESTÃO UNIDADE PARA MUDAR, que está afastada do SINDEDUCAÇÃO,  por força de decisão judical, em caráter liminar.

Após um caloroso debate de quase 2 horas de duração sobre o caos instalado na rede de ensino, foram definidos os encaminhamentos em torno dos principais fatores que geraram essa situação, em seguida deliberou-se pela montagem de uma comissão de professores para ir à SEMED apresentar para sua equipe gestora as reinvindicações elencadas pela categoria presente na plenária. Compuseram a comissão os seguintes professores; ANTONISIO, ANA PAULA, DOLORES, ESTER, HELEM, GILVAN, CONCEIÇÃO, ARETA, PAULO, HERTZ,MANOEL.
Chegando na SEMED fomos recebidos por um grupo de gestores, liderados pela secretária adjunta de educação, a Sra Kariadne. Após um longo diálogo foi apresentado aos gestores da SEMED a pauta de…

Mais uma escola municipal de São Luis é assaltada. Providencias, quem tomará?

Vândalos invadiram a Unidade de Ensino Básico da Cidade Olímpica na madrugada deste sábado (5). A escola foi praticamente toda depredada pelos bandidos. A escola fica numa avenida movimentada da Cidade Olímpica. Os bandidos circularam pelas 18 salas de aula e levaram todos os ventiladores, além do aparelho de ar condicionado da diretoria.

Segundo os moradores do bairro, a série de invasões começou há dez meses, quando a escola deixou de ter vigilantes trabalhando durante a noite. Esta é a sétima vez que os bandidos entram no prédio.

A unidade de ensino já não tem mais nada na sala de vídeo e de informática. Os computadores foram roubados. Até a sala das crianças com necessidades especiais foi destruída. Armários revirados e o material de suporte para as aulas danificado.

A Secretaria Municipal de Educação afirmou, em nota, que já está providenciando licitação, em caráter emergencial, para a área de segurança nas escolas da rede municipal. Disse, ainda, que está agendada par…

Quem fechou acordo com a SEMED para que se pagasse somente o salário dos docentes?

Professores do município devem receber até segunda

A Prefeitura de São Luís realizará o pagamento dos professores da rede municipal de ensino, referente ao mês de dezembro, até segunda-feira (7).

O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Educação, Allan Kardec Barros Duailibe Filho, que utilizará o recurso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para realizar o pagamento dos 5.726 docentes da Secretaria Municipal de Educação (Semed), que deixou de ser feito pela gestão do ex-prefeito João Castelo (PSDB).

Allan Kardec disse que o pagamento dos docentes será priorizado devido à disponibilização de recurso do Fundeb. “Estamos pagando primeiramente os docentes, pois temos recursos federais disponíveis. Os nossos demais servidores serão pagos conforme a programação de pagamento da Prefeitura de São Luís”, garantiu.

Cenário financeiro- A secretária municipal da Fazenda, Sueli Bedê, e o controla…

Maltratar o servidor é a saída encontrada por Edivaldo Holanda que contou com o aval dos sindicatos.

pagamento do mês de dezembro de 2012 A assessoria do prefeito Edivaldo Holanda Jr (PTC) esteve reunida, na noite de ontem, com representantes de entidades do funcionalismo municipal de São Luís, quando foi apresentada a proposta de pagamento parcelado referente ao mês de dezembro de 2012, que deixou de ser quitado pela gestão do ex-prefeito João Castelo (PSDB).
Inicialmente, a proposta da administração municipal era de que o vencimento de dezembro passado deveria ser pago 40% no dia 11 de janeiro, 30% (11 fevereiro) e 30 (11 março).
A contraproposta apresentada pelos servidores municipais era para que fosse pago 50% no dia 11 de janeiro e os 50% restantes no dia 30 de janeiro, fechando a folha de pagamento do ano anterior.
Apesar disso, o governo municipal ainda apresentou uma nova proposta com 50% a ser pago no dia 11 de janeiro, mais 25% em 11 fevereiro e os 25% restantes no dia 11 de março. Uma das prerrogativas para aprovação da sugestão do governo feita pelo servidores é que os v…