Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Professores fazem assembleia para discutir calendário.

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute) realiza assembleia amanhã, às 10 horas, na Praça da Gentilândia, para definir se os professores aceitarão ou não o calendário apresentado pela Prefeitura de Fortaleza. “A proposta só vai acirrar os ânimos entre a categoria e o governo. Corre o risco de ter até outra greve”, afirmou uma das dirigentes do Sindicato, Ana Cristina Guilherme.


A categoria discorda do calendário e acusa a atitude da Prefeitura de “irresponsável e autoritária”. “Depois de quase dois meses na rua, levando chuva, sol e gás de pimenta, nos negaram o piso salarial e agora querem tirar nosso direito de férias”, destacou Ana Cristina.

De acordo com ela,durante o mês de recesso Escolar, alguns professores têm viagens marcadas para o interior, assim como alguns pais de alunos. “Alguns professores fazem curso de férias, porque não têm condições de estudar nos meses de aula. A capacitação é fundamental para a gente”, diz.

Conforme Ana Cristina, a categ…

Sobre a parceria PNUD e SEDUC no Maranhão

Não causa surpresa que a SEDUC e o governo do Estado do Maranhão, reconhecendo sua incompetência, mais uma vez busque auxílio fora do Estado para resolver os problemas educacionais históricos de nossa realidade. Ao firmar parceria com o PNUD-Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, ligado a ONU-Organização das Nações Unidas, a incompetência da atual gestão frente a SEDUC é formal e explicitamente reconhecida.
É sabido que temos mais de vinte anos de estatísticas educacionais produzidas pelo Ministério da Educação, por intermédio do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais-Inep e pelo IBGE, formando considerável série histórica sucetível de análises por qualquer um que possa se dedicar um pouco a coligir os dados, constituir as séries e analisá-las. É surpreendente que a SEDUC não consiga fazer uma operação tão simplória tendo centenas de funcionários, entre técnicos e professores. Importante dizer que a maioria deles é comissionado e sem vínculo orgânico com as políticas…

A diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) serve mesmo a quem?

A educação estadual vive um processo de desmonte nunca visto nesse Estado.
Professores sem reajuste salarial desde 2010; o segundo semestre de 2011 se aproxima e até agora nada da garantia dos nossos direitos; não implantaram o PISO salarial da nossa categoria; a discussão em torno do novo estatuto se arrasta desde 2009 e até agora desconhecemos que proposta será enviada para a aprovação na Assembleia Legislativa; milhares de professores aguardam pacientemente a concessão das PROGRESSÕES E PROMOÇÕES há mais de 4 anos; centenas de professores concursados aguardam a nomeação há mais de um ano; a indústria dos contratos temporários se alastra como um câncer em toda a rede estadual de ensino e nela mais de 9 mil professores são sub-remunerados, recebendo pouco mais de R $ 600,00.
O Governo de plantão desconhece no aspecto remuneratório, o PISO de R$ 1.187,85 defendido pelo MEC como o vencimento básico de um professor com formação em nível médio, detentor de uma jornada, de no máximo 40 h s…

O Professor, o crescimento das verbas da educação e sua constante desvalorização.

Analisando recentemente alguns informes do Ministério da Educação descobrimos que no mês de abril o MEC reajustou os recursos do FUNDEB/2010, por meio da portaria nº 380, publicada no DOU dia 07/04/2011. Esta medida resultou num incremento financeiro considerável nos recursos do FUNDEB-MA. Só para exemplificar consideraremos os recursos extras depositados no finalzinho de abril nas contas do governo do estado e da prefeitura municipal de São Luis.


Governo do Maranhão (rede estadual de ensino) R $ 66.272.536,92

Prefeitura de São Luis (rede municipal de ensino) R $ 12.652.550,18



O recurso chegou, mas a sua destinação é desconhecida de todos nós, na medida em que falar dele é quase um crime. Uma coisa é certa, nos bolsos dos professores de São Luis e da rede estadual de ensino ele não está apesar da lei do FUNDEB determinar que no mínimo 60% dos recursos deste fundo são reservados para o pagamento da remuneração dos profissionais da educação. O rateio deste recurso extra obrigatoriamente t…

SERVIDORES PUBLICOS MUNICIPAIS UNIFICAM AÇÃO CONTRA CASTELO, MAS DIREÇÃO DO SINDEDUCAÇÃO TENTA CONFUDIR PROFESSORES.

Como se não bastasse à desrespeitosa eleição da diretora de assuntos educacionais do SINDEEDUAÇÃO Lindalva Lopes para representar os professores no CACS (CONSELHO DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB) em uma assembléia realizada com apenas 22 professores, haja vista que não houve divulgação em lugar algum, agora é vez dos especialistas em manobras tentar confundir a categoria em relação à paralisação do dia 27, próxima segunda-feira. Conforme foi deliberado na última assembléia unificada o dia 27 seria de paralisação de todos os serviços públicos municipais e de realização de uma passeata em direção a prefeitura com concentração a partir das 8h na Praça Deodoro. O que unifica todas as categorias é a data base pra lá de estourada e sem nenhum aceno concreto do prefeito até o momento.

No entanto, no site do SINDEDUCAÇÃO, consta a maliciosa informação de que ocorrerá apenas um ato com concentração às 14h no mesmo local. Essa informação está sendo repassada nas escolas por dire…

O MRP INFORMA: 6ª feira é ponto facultativo

Governo decreta ponto facultativo nesta sexta-feira (24)O Governo do Estado informa que o ponto será facultativo nas secretarias e órgãos da administração estadual nesta sexta-feira (24), quando se comemora o Dia de São João.
A medida não contempla os órgãos que prestam serviços essenciais à população, a exemplo dos plantões nas áreas de saúde e polícia.

Fonte: Portal do governo do maranhão.

O MRP INFORMA

Companheiros,

Hoje voltamos a nos reunir no sindicato dos bancários e realizamos um caloroso debate sobre os problemas que estão acontecendo nas unidades escolares, nesse período de pós-greve.

Ontem, dia 18 de junho completou 30 dias da finalização do movimento grevista, que se deu em função da manobra da diretoria do SINPROESEMMA que RESOLVEU aceitar a proposta de acordo do governo estadual a REVELIA DA CATEGORIA PRESENTE NA ASSEMBLEIA DO CONVENTO DAS MECÊS, DIA 15 DE MAIO. Proposta essa que só serviu aos interesses escusos do governo estadual, na medida em que condicionou-se a APLICAÇÃO DA LEI DO PISO E A APROVAÇÃO DA PROPOSTA DE NOVO ESTATUTO DO MAGISTÉRIO à publicação do acórdão pelo STF, referente à constitucionalidade da lei do PISO.

De lá para cá, a diretoria do sindicato se enclausurou na sede do sindicato e como já é do conhecimento de todos, eles fazem de tudo para não manter contato algum com a categoria, não informam mais nada das reuniões com o governo e enquanto isso,…

Lei do Piso fará 3 anos dia 16 de julho e o cinismo dos governos ( Federal, Estadual e Municipal) continua.

A lei do piso foi promulgada pelo governo federal em julho de 2008. O valor atual é de R$ 1.187 (válido desde janeiro) para professores com formação de nível médio que trabalham até 40 horas por semana.


A obrigatoriedade do piso foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que entendeu que o valor se refere a uma remuneração básica, ou seja, não leva em conta acréscimos pagos de formas diversas pelos estados, como gratificações e abonos.

A decisão foi tomada em abril, mas até agora não foi publicada no Diário Oficial. Segundo o STF, não há data prevista para que isso ocorra.

Como nem todos os estados utilizam a mesma carga horária semanal, a reportagem fez cálculos proporcionais para comparar o valor pago por todos os estados e chegar àqueles que estão abaixo do piso recomendado pelo ministério.

Veja na tabela abaixo os salários-base e as remunerações totais de professores com nível médio em início de carreira:

Estado Salário-base de nível médio Remuneração total (com gratificaçõe…

Diretoria do SINDEDUCAÇÃO MANOBRA mais uma vez CONTRA OS EDUCADORES MUNICIPAIS.

Ontem o sindicato dos profissionais do magistério de São Luis (SINDEDUCAÇÃO) realizou nas suas dependências uma assembleia semi-clandestina, que teve por finalidade a escolha do representante da categoria dos professores que integrará o CONSELHO DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB – CACS.
Afirmamos que esta assembleia foi semi-clandestina em função da inexistência de sua divulgação, não disponibilizaram a sua convocatória nas escolas e deixaram de colocá-la até mesmo no site do sindicato. Ressaltamos que tudo isso tem um propósito que foi atingido facilmente. Como não houve divulgação da assembleia nas escolas, poucas pessoas compareceram e aí, como a maioria dos presentes era de membros da diretoria e de seus “aliados”, não deu outra, elegeram mais uma vez um dos dirigentes deste sindicato para representar a nossa categoria neste importante instrumento de fiscalização dos recursos do FUNDEB.
Pelo visto, tudo ficará como dantes no quartel de Abrantes, na medida em que essa é …

Governo Roseana ignora o SIOPE/FNDE e não presta conta, dentro do prazo, da aplicação dos recursos do FUNDEB 2010.

Somente três estados da federação deixaram de reaLizar prestação de contas da aplicação dos recursos fianceirtos do FUNDEB 2010, são eles: ACRE, MARANHÃO E PARANÁ. O prazo estabelecido pelo MEC/FNDE/SIOPE expirou  dia 31 de maio.
Acompanhe o levantamento abaixo realizado pelo MRP.

Demonstrativo FUNDEF/FUNDEB


A UF Maranhão não transmitiu por meio do SIOPE 2010 Anual os dados de receitas e investimentos em educação.


Relatório Resumido da Execução Orçamentária - RREO - Anexo X da Lei de Responsabilidade Fiscal


A UF Maranhão não transmitiu por meio do Siope 2010 Anual os dados de receitas e investimentos em educação.

Relatório Quadro de Resumo de Despesas

A UF Maranhão não transmitiu por meio do SIOPE 2010 Anual.


Fonte: FNDE - FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO




Vejam só o volume de recursos destinados a SEDUC referente ao FUNDEB - REDE ESTADUAL em 2010.

Atenção! Esse montante não contempla os acréscimos referentes a aplicação financeira.

UF: MA

Ano: 2010

FUNDEB

Mês FUNDEB

01- R $ …

Viva a eficiência da diretoria do SINPROESEMMA.

Companheiros, nesse momento de pós-greve, nossa categoria padece de todas as formas, de 2ª a sábado, frente aos mandos e desmandos dos diretores escolares, diretores das URE`s e Cia que querem a todo custo encerrar o ano letivo de 2011 em 23/12, descumprindo a LDB/96. Pra que tanto empenho? Será que é dessa forma que esses agentes públicos e a governadora esperam REVOLUCIONAR A EDUCAÇÃO MARANHENSE?

Nós estamos em sala de aula sobrecarregados de tarefas a cumprir, enquanto isso, por onde será que andam os dirigentes do SINPROESEMMA que firmaram um acordo com o governo, somente para pôr fim à greve, sem ao menos garantir um mísero reajuste? Vale ressaltar que o MEC orientou, desde março, os estados, o distrito federal e os municípios a concederem reajuste de 15,98% no PISO.

Não falta recurso financeiro o que falta é compromisso com a educação e a valorização dos educadores.

Fizemos um levantamento do volume de recursos que foi depositado na conta do FUNDEB- REDE ESTADUAL no período de 0…

Irresponsabilidade da Diretoria do SINPROESEMMA.

]
Companheiros, replicamos acima o ofício com o acordo fechado entre o governo e a diretoria do sindicato. Nele destacamos alguns elementos centrais que não podem passar em branco:
1- O governo se comprometeu a aprovar o ESTATUTO DO MAGISTÉRIO E NÃO O ESTATUTO DO EDUCADOR; 2 - O Governo indica o dia 23/12 para o térmio do ano letivo.
Agora depois do leite derramado, a diretoria do SINPROESEMMA tem dito que preza pelo cumprimento dos 200 dias letivos. Dá pra acreditar? Como garantir os 200 dias encerrando dia 23/12?

CONVITE REUNIÃO

Informamos que a reunião marcada anteriormente para o sàbado, foi adiada para DOMINGO (05/06) às 09:00h no auditório do Sindicato dos Bancários, em virtude de impossibilidade de arrumar espaço para a data anterior. Nesta iremos discutir a seguinte pauta: 1. Informes;
2. Organização de luta dos educadores;
3. Deliberação coletiva sobre as imposições de calendãrio escolar ;
4. Outros
Participe, pois só com nossa organização poderemos reverter este quadro de desvalorização profissional do professor e primar por educação pública de quailidade.
Até lá!