Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Veja como o governo do Maranhão vem promovendo a revolução na educação estadual

Estudante denuncia queima de livros de escola do estado



































O estudante Denilson Carvalho de Lima denunciou ao blog do Elias Lacerda que vários livros da Secretaria Estadual da Educação foram incinerados.Ele enviou fotos dos livros que foram recolhidos para serem queimados.

Segundo a denúncia, os livros dos mais diferentes gêneros didáticos e não didáticos, estavam na biblioteca da Universidade Estadual do Maranhão, mas eram originários da antiga escola Higino Cunha.

Denilson contou que a UEMA de Timon ainda solicitou que os livros fossem entregues para a biblioteca da instituição, mas a proposta não foi aceita sendo os impressos queimados mesmo.

Propagar conhecimento através de investimentos e incentivos a cultura não parece ser uma meta do governo Roseana Sarney para Timon. Dias atrás seu governo, através da educação fechou várias escolas estaduais, agora o conhecimento é transformado em cinzas...
Fonte:http://www.portalaz.com.br/blogs/elias_lacerda

Vergonha: Greve dos professores de São Luis terminou ha exatos 12 dias e várias escolas continuam fechadas.

Pais protestam contra atraso no início de aulas em São Luís Unidade de Educação Básica Alberto Pinheiro sofre com comprometimento da estrutura física do prédio. Secretário de Educação afirma que local será adaptado para receber os alunos ainda nesta semana
Pais de alunos matriculados na Unidade de Educação Básica Alberto Pinheiro, no centro de São Luís, protestaram, na manhã desta segunda-feira (23), contra o atraso no reinício das aulas da unidade. A Secretaria Municipal de Educação chegou a alugar o prédio para abrigar a Unidade Educacional, mas as instalações estão sendo consideradas insalubres para receber os alunos.
Para chamar a atenção contra o atraso no início das aulas, os pais de alunos bloquearam o trânsito na rua 7 de setembro, em frente Secretaria de Educação do município, e cobraram resposta do secretário de Educação, Othon Bastos. Um grupo de mães chegou a ser recebido pelo secretário.
Enquanto as aulas na unidade Alberto Pinheiro não começam, os alunos deveriam estu…

No Piauí o Judiciário age assim, já no Maranhão...

Justiça determina que Prefeitura de Teresina cumpra 1/3 do HP. Reunião com PMT e Assembleia Geral nesta quinta, 19 de abril
Mais uma conquista para a categoria da educação.Agora a PMT é obrigada a conceder o 1/3 do Horário Pedagógico reservado para as atividades extraclasses. E hoje, pela primeira vez o Prefeito de Teresina irá receber pessoalmente a comissão de negociação. Amanhã haverá Assembleia Geral, a partir das 9:00h no Teatro de Arena.
No dia 23 de fevereiro a Assessoria Jurídica do SINDSERM entrou com um Mandado de Segurança Coletivo solicitando que o Juiz determinasse que a Prefeitura Municipal de Teresina reservasse imediatamente no mínimo 1/3 do Horário Pedagógico para atividade extraclasse, como planejamento de aulas, corrigir trabalhos etc. De acordo com a Assessoria Jurídica do SINDSERM, só se recorre a uma decisão como essa se tiver prejuízo irreparável para a parte prejudicada. E no caso é nada mais do que o cumprimento de uma Lei Federal, e a PMT não pode …

Justiça suspende contratação temporária de professor pela SEDUC-MA.

Os processos seletivos simplificados para a contratação de professores na rede estadual de ensino estão suspensos. A decisão do Poder Judiciário é resultado de Ação Civil Pública ajuizada pela Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Educação de São Luís contra o Estado do Maranhão. Pela decisão liminar da 4ª Vara da Fazenda Pública, docentes não podem ser nomeados sem concurso público até o julgamento do mérito.

Nos quatro editais, publicados em março de 2012, a Secretaria de Estado da Educação previa a contratação de 4.861 professores do ensino médio regular para a unidade regional de São Luís; 247 vagas para professores da educação básica nas escolas de campo; 74 vagas para docentes do ensino médio do Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) e 345 vagas para a área de educação especial, totalizando 5.527 contratos.

“O concurso público é o meio legal para contratação de servidores. Na educação, o vínculo temporário contribui para o sucateamento do setor e fere prin…

Mais de um milhão de jovens estão "presos" no Ensino Fundamental, mostra Censo Escolar 2011

Esses alunos têm mais de 14 anos e, por conta de reprovações ou outros fatores, não conseguem passar de ano e, consequentemente, ir para o Ensino Médio
Fonte: UOL Educação
Mais de um milhão de jovens estão “presos” no Ensino Fundamental, mostra o Censo Escolar 2011. Esses alunos têm mais de 14 anos e, por conta de reprovações ou outros fatores, não conseguem passar de ano e, consequentemente, ir para o Ensino Médio.
“No Brasil, você tem uma forte defasagem idade-série. Boa parte não conclui o ensino fundamental na idade correta. Uma das causas disso é a forte reprovação", diz Tufi Machado Soares, professor da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora) e especialista em fluxo escolar. "Evidente que o sistema é falho. Se um aluno é reprovado, isso ocorre, pelo menos, porque ele não aprendeu o que deveria.”
Esse contingente - os mais de um milhão de estudantes empacados no Fundamental - é a diferença entre a população com mais de 14 anos e o número de matriculados no Ensino F…

Opinião: Afinal, qual é a prioridade do Brasil?

"Governos vem investindo em programa de distribuição de livros didáticos, bolsas de estudos, novos equipamentos eletrônicos. Falta ainda dar conta da lei que obriga o pagamento do piso salarial para o professor", analisa Regiane de Oliveira Fonte: Brasil Econômico (SP)
*REGIANE DE OLIVEIRA

Não há dúvidas de que o Brasil tem um dos maiores mercados potenciais para empresas de Educação. Só em investimento público são mais de R$ 100 bilhões anuais recursos que, todos estão de acordo, não dão conta da demanda nacional. Para que o país seja o líder que almeja ser, os governos vem investindo em programa de distribuição de livros didáticos, bolsas de estudos, novos equipamentos eletrônicos (os alunos brasileiros deverão ter até tablets num futuro próximo). Falta ainda dar conta da lei que obriga o pagamento do piso salarial para o professor. Mas nada que não possa ser resolvido quando o legislativo aprovar o novo Plano Nacional de Educação (PNE), com promessa de aumentar de cerca…

INFORMATIVO DA ASPEMA (Ano 1, nº 1)

Reproduza e socialize-o nos seus locais de trabalho e/ou município, agindo assim vc fortalecerá a nossa mobilização que objetiva fazer com que a diretoria do SINPROESEMMA realize um grande debate em torno dos pontos negativos dessa proposta de novo estatuto, para que assim possamos modificá-la, antes que ela seja transformada na lei que vai reger toda a nossa carreira profissional.

Da educação mercadoria à certificação vazia.

Earn Segue, abaixo, artigo publicado no Le Monde Diplomatique Brasil sobre educação escrito pela professora de literatura, presidente do Sinpro Guarulhos e membro da coordenação estadual da CSP-Conlutas. Veja abaixo:
Da educação mercadoria à certificação vazia

Enquanto não houver uma mudança radical, o próprio sentido de educação estará comprometido, posto que seu fim mais elementar não é atingido: em vez de promover a emancipação humana, produz lucro para o capital que só enxerga as camadas sociais C, D e E quando estas se apresentam como potencial mercado consumidor.
por Andrea Harada Souza
O ensino superior, público e privado, no Brasil passou por grandes transformações nas últimas décadas. Essas mudanças – travestidas de democratização, por favorecerem o acesso – visaram atender a uma proposta de privatização e barateamento da educação.
O Ministério da Educação (MEC) alardeia números, sobretudo para organismos internacionais – que obrigam o país a se enquadrar em padrões estipulados po…

CNTE uma confederação Chapa Branca

A CNTE não sabe mesmo o que quer! Vejam só: Divulgam no site duas informações no mínimo CONTRADITÓRIAS.

1- Afirma defender o PISO de:


2- CNTE divulga a tabela atualizada de salários do magistério nos estadosA CNTE divulgou a tabela atualizada indicando quais estados cumprem a Lei Nacional do Piso do Magistério (Lei 11.738). De acordo com informações repassadas pelos sindicatos filiados à Confederação, agora são 13 as unidades da Federação que não pagam o piso anunciado pelo MEC, de R$ 1.451,00. Já o número de estados que ainda não cumprem a jornada extraclasse de um terço da carga horária definida na legislação, a chamada hora-atividade, se mantém em 16.
Na primeira vez que a CNTE divulgou o levantamento, no início de março, eram 17 as unidades da Federação que não pagavam o piso. Desde então, quatro estados reajustaram os vencimentos da categoria em 22,22%, percentual de correção definido pelo MEC. São eles: Acre, Ceará, Rio Grande do Norte e Rondônia.


Dá para acreditar que a CNTE tem…

Professores de São luis (R. Municipal ) em assembleia, SUSPENDEM A GREVE.

PROPOSTAS DE ACORDO

Data: 11/04/2012

01 - Atualização da Tabela de vencimento/Desistência da Ação Rescisória.

Pleito: Cumprimento da ordem de atualização nos termos já determinados nos autos do Proc. n.º 7229/2009, com tramitação na 1ª Vara da Fazenda Pública.


Proposta: Aguardar a decisão judicial em relação à forma de cumprimento da sentença. A PGM irá efetivar consulta ao TRE em relação ao cumprimento de sentença transitada em julgado través de acordo, visando a não infringência à legislação eleitoral.

Resultado:

- Pedido de desistência da Ação Rescisória com tramitação no TJMA;

- Encaminhamento de consulta ao TRE até 18 de abril de 2012. Em sendo positiva a consulta, ou seja, no caso do TRE informar que não há impedimento da lei eleitoral para a realização do acordo, as negociações serão retomadas de imediato para se chegar a um consenso acerca da atualização da tabela de vencimento, nos termos da sentença judicial. Fica o prazo de até 40 (quarenta) dias para feitura da tabela e an…

Você tem medo de que ?

A greve é um direito constitucional.

A greve é um direito constitucional. No caso dos servidores públicos, garantida pelo inciso VII do artigo 37 da Constituição Federal: “Art. 37- A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte: (...) VII- o direito de greve será exercido nos termos e nos limites definidos em lei específica; (...)”
Portanto, o direito à greve é consagrado. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que, na ausência de uma lei específica para a greve no serviço público – como reza no inciso VII do Artigo 37 – vale a lei do direito de greve da iniciativa privada, ou seja, a Lei 7.783/89, com pequenas modificações.
Além disso, cabe lembrar que deixar de comparecer ao serviço em virtude da greve é uma atitude protegida constitucionalmente pelo inciso VIII …

Dilma e o PT são os maiores inimigos da aplicação do Piso Nacional do Magistério

Embora digam que "concordam com a Lei 11.738/2008", Dilma e o PT, na prática, são os maiores entraves para que o Piso Nacional do Magistério seja aplicado de fato em todo o país
Da Redação

A Lei do Piso Nacional do Magistério (11.738/2008) está aprovada no papel desde julho de 2008. Passou pelo crivo dos deputados, senadores, presidência da República (Lula, à época), contestação de governadores, decisão favorável do STF, enfim, toda uma maratona para que, ao final, se chegasse à conclusão óbvia de que é constitucional. Mas por que ninguém paga ou cumpre?
Dentre outras razões (citamos mais abaixo), há uma maior. É o próprio governo Federal (Lula antes e Dilma agora) quem impede ou dificulta ao máximo o cumprimento dessa Lei. Dois fatos:
1. Logo que foi aprovada, em julho de 2008, Lula criou, uma semana depois, um Projeto de Lei (nº 3.776/2008) propondo que o valor do Piso fosse corrigido pelo índice anual de inflação, algo em torno de 6%. Esta foi a primeira tenta…

Prometeram REVOLUÇÃO, mas na SEDUC-MA o que impera é A CORRUPÇÃO!

Licitação de R$ 19 milhões tem indícios de fraude na SEDUCPublicado em 2 de abril de 2012 por A Secretaria de Estado da Educação do Maranhão (SEDUC) deve contratar, ainda este ano, empresa fornecedora de “kits” de uniforme e material escolar para alunos do ensino fundamental matriculados na rede pública estadual. A distribuição desse material, de forma gratuita, faz parte de um programa estadual de incentivo ao ensino. A compra ainda está em fase de planejamento no setor de licitações e contratos da pasta – e deveria ser objeto, antes, de uma concorrência pública. Mas o material escolar já está todo sendo produzido em Recife, segundo denúncia apurada durante duas semanas pelo blog. Além disso, a aquisição, no valor estimado de R$ 19,7 milhões, será feita por adesão a duas atas de registro de preços, uma da Prefeitura de Recife e outra do Governo do Estado de Pernambuco. A primeira está vencida, como atestam o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco e a Procurado…

O deserto das letras

"As razões para esse quadro desolador são fartamente conhecidas - baixa qualidade da Educação, tradição oral na cultura brasileira, preços proibitivos dos livros, apelo da tecnologia, etc - e permanecem intocadas por gerações", afirma jornal O brasileiro lê em média quatro livros por ano, segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada na semana passada pelo Instituto do Livro. As razões para esse quadro desolador são fartamente conhecidas — baixa qualidade da Educação, tradição oral na cultura brasileira, preços proibitivos dos livros, apelo da tecnologia, etc. — e permanecem intocadas por gerações.

A pesquisa sobre nossos parcos hábitos de leitura se associa a outro dado relevante, mais antigo, para diagnosticar a delicada situação nacional. Segundo informações publicadas em 2010, o país ocupa a 88ª posição no Índice de Desenvolvimento de Educação para Todos, ranking elaborado pela Unesco a fim de medir a capacidade e o compromisso das nações com o trabalho d…

Resultado da reunião do comando de greve do SINDEDUCAÇÃO com os representantes da Prefeitura de São luis

Em reunião realizada na sede da SEMED, nesta data, com a participação de representantes da Administração Pública municipal e de representantes dos servidores do magistério (Direção do SINDEDUCAÇÃO e Comando de Greve) ficou acordado que:

01 – Em relação aos retroativos das progressões vertical e horizontal concedidas em 2010:

01.1 – Os retroativos decorrentes das progressões horizontais serão calculados após a revisão dos processos de concessão. Os processos serão revistos no sentido de se respeitar os requisitos estabelecidos na Lei 2.728/1985 (antigo estatuto) até dezembro de 2007 e do PCCV a partir de janeiro de 2008. Essa revisão é necessária para que as progressões horizontais sejam adequadas à legislação da época em que o servidor conquistou o direito de progredir na tabela de vencimentos, ou seja, a evolução funcional terá seu disciplinamento até dezembro de 2007 pelo antigo estatuto e a partir de janeiro de 2008 pelo PCCV. O antigo estatuto determinava a progressão de uma refer…

Denúncia: Escola abandonada e crianças sem estudar em Aldeias Altas-MA