Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Aos professores da rede municipal de ensino de São Luis-MA

Burocratas ou lutadores: quem desses deve dirigir um sindicato?
A eleição para a direção do SINDEDUCAÇÃO (Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Municipal de São Luís) se aproxima e com ela a expectativa dos milhares de educadores sobre os rumos que nossas vidas profissionais tomarão depois do dia 14 de setembro, data marcada para o pleito. Nós também ficamos apreensivos e por isso mesmo queremos fazer algumas reflexões com você leitor sobre esse processo que se avizinha. Os sindicatos devem funcionar como escola de governança. É nele que nossa classe social fará as experiências mais básicas e mais duras para mostrar ao conjunto da sociedade que são os trabalhadores que devem administrar as riquezas materiais e culturais produzidas, já que somos nós que as produzimos. Por esse motivo, os sindicatos não devem reproduzir a lógica do vale-tudo das eleições burguesa e nem funcionar como um miniparlamento de burocratas que se distanciam das suas bases sociais assim como o diabo …

Diretoria do SINPROESEMMA (PCdoB/PT/CTB) arquiteta com o governo mais um golpe contra os professores.

Estatuto: Sindicato espera proposta oficial do governo

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) aguarda comunicação do governo do Estado, que deve apresentar à entidade, nos próximos dias, uma proposta formal de enquadramento da carreira dos professores, levando em conta as mudanças estabelecidas com a proposta do novo Estatuto do Educador.

A solicitação foi feita pela direção do sindicato, no início deste mês, e reiterada na última reunião realizada, nesta semana, entre os dirigentes sindicais e representantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

O governo reconhece a dívida que tem com os professores, a qual deverá ser paga com a implantação do novo Estatuto do Educador. Porém, o governo pondera que só há condições de pagamento se for escalonado, em três anos, diante do impacto financeiro da nova folha de pagamento, nos cofres públicos do Estado.

Segundo o secretário de Educação Bernardo Bringel, o impacto financeiro na folha de …

Quanto custa um vereador para um partido “revolucionário”?

Quanto custa um vereador para um partido “revolucionário”?
Tentando eleger parlamentar, PSTU coliga com o PC do B.
"Hegel observa em uma de suas obras que todos os fatos e personagens de grande importância na história do mundo ocorrem, por assim dizer, duas vezes. E esqueceu-se de acrescentar: a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa”. Karl Marx.


Maio e Junho de 2012. Farsa e Tragédia no interior da cortina de fumaça do Centralismo Democrático sem democracia e respeito às bases, o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU), aprovou a realização de uma aliança eleitoreira na cidade de Belém (PA), sob a liderança do ex-prefeito petista Edmilson Rodrigues (PSOL) incluindo o PCB e o PC do B, que emplacou o vice de tal aliança e que, segundo o PSTU, estava consoante às determinações centrais do partido no que diz respeito à preparação de uma política prioritária e urgente para as eleições municipais de 2012, apresentando como objetivo primordial, a conquista de uma…

TJ-MA determina prazo de 30 dias p/ que a PMSL cumpra a Lei do PISO no q diz respeito à garantia do 1/3 de hora atividade.

Em decisão prolatada no último dia 04 de julho, em atendimento ao pedido do SINDEDUCAÇÃO, a juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública, Luzia Madeiro Neponucena, julgou improcedente o recurso interposto pelo município de São Luís, concedendo o prazo de 30 (trinta) dias, após a intimação, para o cumprimento da ordem judicial que determinou a reestruturação da jornada de trabalho dos professores da rede municipal de ensino público de São Luís/MA.

A primeira decisão foi prolatada em 03 de fevereiro de 2012, mas o ente público simplesmente ignorou a ordem judicial, alegando que não havia prazo estabelecido para o cumprimento da mesma. Com a nova decisão, a SEMED – Secretaria Municipal de Educação vai ter que conceder a todos os professores do ensino público municipal, no prazo de até 30 (trinta) dias, após a intimação da Procuradoria Geral do Município, o direito de desenvolver 1/3 da sua jornada de trabalho, seja ela de 20, 24 ou 40 horas, com atividades extraclasse. O descumprimento da ordem ju…

Aos Professores da Rede Municipal de Ensino de São Luís

Companheir@s,historicamente o SINDEDUCAÇÃO é dirigido por um grupo de pessoas que sempre o atrelou ao poder público municipal. E o resultado disso, são os muitos prejuízos que têm vitimado os profissionais do magistério e milhares de educandos que só contam com a escola pública para ter acesso à educação formal. Isto ocorre porque o SINDEDUCAÇÃO nunca possuiu, efetivamente, uma real política em defesa da educação pública municipal, tampouco dos direitos dos educadores.Como consequência e maior exemplo temos o notório caos educacional instalado na rede de ensino. Há escolas que em pleno meio do ano, sequer funcionaram um único dia e os alunos vivenciam, assim, um verdadeiro estado de abandono e negação dos seus direitos. Aliás, prática recorrente não apenas nesta como nas administrações municipais anteriores que nunca priorizaram a educação e com a inoperância do sindicato, somam-se prejuízos a alunos e professores (tanto em início de carreira quanto em processo de aposentadoria). Para …

Assembleia Legislativa realizará audiência pública para debater o ESTATUTO DO EDUCADOR

Roberto Costa confirma Audiência Pública
O requerimento do deputado Roberto Costa (PMDB) nº 267/2012, que propôs uma Audiência Pública para discutir o Estatuto do Educador, o PL 905/2011 e as políticas salariais dos educadores, foi aprovado por unanimidade, nesta quinta-feira (05), no plenário da Assembleia Legislativa.
A iniciativa do deputado, que também é presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, foi motivada por um grupo de professores que visitou o seu gabinete na última terça-feira (03).
Durante a visita ao parlamentar, os profissionais da educação apresentaram um documento que detalhava, por escrito, reivindicações acerca do PL 9506/2011.
Roberto Costa acatou a solicitação e enviou cópias do documento para a Secretaria de Estado de Educação, Secretaria de Gestão e Previdência e para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Maranhão (Sinproesemma), para que os órgãos tomassem ciência dos argumento…

Opinião: A Educação precisa, sim, de mais dinheiro

"Outras áreas terão de ceder recursos para que seja possível ampliar o gasto em Educação de modo sensato e gradual, sem levar os cofres públicos à bancarrota", afirma revista

Não faltam ideias ruins para gastar dinheiro público. Para ficar no terreno das propostas legais, a mais recente quer autorizar Judiciário e legislativo a aprovar despesas sem o necessário aval do Executivo, aquele que, dos três Poderes, tem a incumbência de equilibrar as receitas e despesas do Estado. Aprovadas pela comissão de finanças e tributação na semana passada, duas emendas com essa proposta elevariam os gastos públicos em r$ 8,1 bilhões por ano – em troca de nenhum benefício tangível para o cidadão. Mas há – acredite – áreas em que o gasto público precisa crescer.
A principal é a Educação. O Brasil gasta em média apenas 5% de seuProduto Interno Bruto (PIB) no setor,o mesmo padrão de países desenvolvidos, que não têm um atraso histórico a superar. Em média, aquilo que um pai de família de classe…