Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

"Prestação de contas" feita pela diretoria SINPROESEMMA (PCdoB) - PARTE 1

a     BALANCETE - 1
                                                                       BALANCETE - 2
Atenção professores da rede estadual e professores das redes municipais que são base do SINPROESEMMA! Hoje (30/11/2013) aconteceu em São Luis uma reunião da diretoria geral do referido sindicato e nela foi realizada a assembleia de prestação de contas do SINPROESEMMA (exercício 2012). Essa iniciativa afronta o estatuto da entidade que determina em seu artigo 55 que anualmente seja realizada a assembleia anual de PRESTAÇÃO DE CONTAS para seus associados. O que assistimos hoje foi uma simulação de prestação de contas, pois a diretoria que usou e abusou dos recursos do sindicato em 2012, prestou contas da aplicação dos recursos da entidade para ela mesma. Um numero considerável de dirigentes de núcleos municipais compareceu a essa reunião e quase nenhum professor da capital se fez presente, pois como é de praxe a assembleia não foi divulgada nas escolas da capital. Isso explicita o d…

"Prestação de contas" feita pela diretoria SINPROESEMMA (PCdoB) - PARTE 2

BALANCETE - 3
CONSIDERAÇÕES DO MRP:

observando o balancete acima nos chamou bastante atenção a forma como a diretoria do SINPROESEMMA gasta os recursos da entidade. Observem:

A campanha salarial de 2012 foi tocada com apenas R $ 18.415,39
A formação sindical foi realizada com apenas R $ 24.824,53

Em contra-partida, a diretoria do sindicato destinou para a eleição dos núcleos mais de UM MILHÃO E MEIO DE REIAIS; Mais de MEIO MILHÃO DE REAIS com eventos: mais de 120 mil com viagens.  Esse balancete evidencia o quanto a diretoria negligencia as questões principais da nossa categoria. Mesmo após o questionamento do porque dessa postura da diretoria do sindicato, infelizmente a prestação de contas fois aprovada e registrou-se somente dois votos em contrário de militantes do MRP.

Bomba! O PCdoB de Flavio Dino implanta a indústria de contratos temporários na rede municipal de ensino de São luis.

A Secretaria Municipal de Educação de São Luís que é comandada pelo PCdoB na gestão Holandina, realizará dia 22/12/2013 provas seletivas para a contratação de 650 professores, os salários variam de R$ 1.754,73 a R$ 2.105,67 para as cargas horárias de 24h e 30h. Obtenha mais informações lendo o edital do seletivo que vc acessa no link abaixo:  http://www.fsadu.org.br/concursos/proc/motor.php?modulo=info&cconc=1185

Dentre as normas constantes no edital que rege o certame, nos chama bastante atenção as seguintes:

2.4. Em atendimento ao Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o MPE/MA, não poderão participar deste processo seletivo candidatos que possuam algum vínculo, na área de docência, com a Administração Pública Direta ou Indireta, seja com inscrição no âmbito do Município, Estado, União, Empresa Pública, Fundação Pública, Sociedade de Economia Mista e Autarquias.


13.4. A aprovação no presente Processo Seletivo assegurará apenas a expectativa de direito à contratação, ficando a …

Frei Beto - Educação e fascínio da fama

Não se culpe, indagando onde você errou como professor ou pai. Pergunte-se pelos valores da sociedade em que vivePor Frei Betto — publicado na edição 81, de novembro de 2013 ( Revista Carta Capital) Há pais que nutrem nos filhos falsos ideais: destacar-se como modelo numa passarela, tornar-se desportista de projeção, alcançar a fama como atriz ou ator. O sonho congela-se em ambição e a criança ou o adolescente passam a dar-se uma importância ilusória. Mergulha no estresse de corresponder à expectativa. Tem de provar a si e aos outros que é capaz, o melhor. Passa a viver, não em razão dos valores que possui, mas do olhar do outro.

Se ele cai nas drogas, a família, perplexa, se pergunta: “Como foi possível? Logo ele, tão inteligente!” Foi possível porque a família confundiu brilhantismo com segurança. Considerou-o um adulto precoce. Exigiu voo de quem ainda não tinha asas. Deixou de dar-lhe atenção, colo, carinho.

A culpa é de quem? Da sociedade que cultua certos detalhes, criando uma est…

Acabaram com o ensino no Brasil e ninguém faz nada para mudar!

Acabaram sim com o ensino no Brasil. E não foi ao acaso ou fruto apenas de incompetência de nossos gestores públicos, foi proposital. Não há político que não saiba que um povo ignorante não reclama de receber Bolsa-Família ou qualquer outra forma de esmola político-populista, que acaba revertendo em votos. E tudo isto foi feito com o silêncio conivente da sociedade brasileira, que têm sido, ao longo de nossa história, irritantemente comodista e até corrupta, se vendendo por qualquer trocado. Vejamos como era antigamente o ensino público. Para começar, os alunos faziam uma prova chamada “Admissão” para ingressar na escola pública. Cursavam o Primário, o Ginásio e depois teriam a opção ente o curso Científico (com ênfase em Matemática, Química, Física e Biologia) ou o Clássico (com ênfase em Latim, Francês, Espanhol, Inglês, História e Geografia). No decorrer do processo educacional, ainda aprendia-se Canto Orfeônico, Língua Portuguesa, Literatura, Filosofia, Educação Física e Artes. O…

MEC revoga obrigatoriedade de férias durante a Copa de 2014

As escolas públicas e particulares de educação básica poderão decidir, individualmente, se vão ou não ajustar o calendário letivo do próximo ano, para assegurar férias escolares durante o período de realização da Copa do Mundo de 2014. Mas não estarão dispensadas de cumprir os 200 dias letivos obrigatórios, como prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), segundo parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE).
A decisão, homologada e publicada pelo Ministério da Educação (MEC) no Diário Oficial da União na última terça-feira, 19 de março, encerra uma discussão iniciada com a aprovação da Lei da Copa, que previa férias escolares durante todo o período do evento - na prática, pelo menos 32 dias de portas fechadas. Agora, os sindicatos aguardam manifestação dos conselhos estaduais de educação para projetar o calendário de 2014.
Em vigor desde 1996, a LDB prevê, no parágrafo 2º do artigo 23, que o calendário escolar deve se adequar a peculiaridades locais, a critério dos respect…