Pular para o conteúdo principal

Professores e diretores de escolas de SÃO JOSÉ DE RIBAMAR, têm salários reajustados

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR - Em solenidade realizada nesta sexta-feira (21), o prefeito Luís Fernando Silva (DEM) sancionou lei, de autoria do Executivo Municipal, reajustando os salários de todos os professores e diretores da rede municipal de ensino de São José de Ribamar.
A medida, que beneficia 922 professores e 88 diretores, faz parte de um conjunto de ações desenvolvidas pela administração Luís Fernando desde 2005 que visam, além de valorizar os profissionais do magistério, continuar melhorando os indicadores educacionais do município.

Reajuste Divididos em três níveis, a remuneração da categoria dos professores ficou da seguinte forma: Nível I passará de R$ 763,00 para R$ 900,00; Nível II passará de R$ 787,00 para R$ 1.100,00; Nível III passará de R$ 904,00 para R$ 1.350,00. O reajuste é retroativo ao mês de agosto. A remuneração da categoria diretor ficou da seguinte forma: Diretor Geral de Escola Tempo Integral (nomenclatura mudada) – passará de R$ 2.900,00 para R$ 3.500,00; Vice Diretor de Escola Tempo Integral (nomenclatura mudada) – passará de R$ 1.000,00 para R$ 2..500,00; Coordenador de Área (nomenclatura mudada) – passará de R$ 1.000,00 para R$ 2.000,00; Diretor de Pré-Escola Tempo Integral (cargo criado) – ganhará R$ 2.500,00; Vice Diretor de Pré-Escola Tempo Integral (cargo criado) – ganhará R$ 2.000,00; Diretor de Escola I – passará de R$ 1.400,00 para R$ 2.500,00; Diretor de Escola II – passará de R$ 1.000,00 para R$ 2.000,00; Diretor de Escola III – passará de R$ 1.400,00 para R$ 1.800,00; Diretor de Escola IV – passará de R$ 1.000,00 para R$ 1.500,00; Diretor de Pré-Escola – passará de R$ 800 para R$ 1.350,00. Para o cargo de diretor o reajuste salarial terá efeito a partir do dia 1º de setembro. O projeto de lei concedendo reajuste salarial para os professores e diretores de São José de Ribamar também eleva de R$ 700,00 para até R$ 1.000,00 o valor do 14º salário pago anualmente pela administração Luís Fernando aos profissionais do magistério desde 2005. A exemplo do que ocorreu nos anos anteriores, o benefício será creditado no próximo mês de novembro.

As informações são da Prefeitura de São José de Ribamar

Comentários

Prefeitura que paga abono do FUNDEB, na forma de 14º salário é porque tem dinheiro sobrando no final do ano e se isso ocorre é porque o professor foi mal pago o ano inteiro. Tal valor como abono diminui o PISO SALARIAL, NÃO CONTA PARA A APOSENTADORIA.
Quanto ao reajuste, sabemos que ele sempre é bem vindo.Agora, cabe aos profissionais do municípío verificarem se o percentual concedido não poderia ter sido maior.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…