Pular para o conteúdo principal

XI Semana Nacional em Defesa e Promoção da Escola Pública e PARALISAÇÃO DE 48H

XI Semana Nacional em Defesa e Promoção da Escola Pública


No Brasil, a ação acontecerá durante a XI Semana Nacional em Defesa e Promoção da Escola Pública promovida pela CNTE, que também acontece de 19 a 25 de abril, tem como tema “Piso e carreira valorizam os/as profissionais da Educação”.

A Cartilha sobre o Piso e a Carreira da CNTE será o material utilizado nos debates. Abaixo, confira a programação aprovada pelo Conselho Nacional de Entidades da CNTE para a Semana:


ATIVIDADES: PROGRAMAÇÃO DA CNTE

19/04 – Coletiva à Imprensa;

20/04 – Debate com a Comunidade Escolar nos locais de trabalho sobre o Piso e Carreira;

22/04 – Audiências Públicas nas Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas sobre o Piso e Carreira;

23/04 – Mostra Municipal e Estadual das boas práticas educacionais de iniciativa dos/as Profissionais da Educação;

24/04 – Panfletagem nas Feiras ou locais de grande aglomeração populacional;

25/04 – Uso das mídias, fazendo um balanço da Educação Pública local e nacional.

PROGRAMAÇÃO DO SINPROESEMMA-ATIVIDADES EM SÃO LUÍS:


19/04 – Visitas à imprensa, escolas e Assembleia Legislativa;

20/04 – 8:30 às 12h – Seminário "Impacto da reforma da previdência para os trabalhadores em educação" (Hotel Gran São Luís);

22/04 – 8h – Paralisação com ato público. Concentração na Deodoro e caminhada até o Palácio dos Leões;

23/04 – 8h – Paralisação com panfletagem no centro (Deodoro/Rua Grande), feira do João Paulo e terminal da Cohab/Cohatrac.
 
Sabemos que a diretoria do SINPROESEMMA TEM AUTONOMIA PARA DECIDIR SOBRE A PROGRAMAÇÃO DA SEMANA, PORÉM DISCORDAMOS TOTALMENTE DA FORMA COMO DEFINIRAM E DE ALGUMAS ATIVIDADES.




Por que não realizaram uma assembleia para decidir junto com a base as atividades dessa semana e outras questões que o momento exige?



Por que preteriram a discussão do PISO e da CARREIRA em detrimento do debate da REFORMA DA PREVIDENCIA? NA ATUAL CONJUNTURA ESSE É UM TEMA SECUNDÁRIO.



Por que paralisar e realizar atos públicos em uma semana que tem um feriado? Corremos o risco do esvaziamento desses atos na medida em que parte da categoria aproveitará o momento para viajar.

Vale ressaltar que, os servidores da UEMA estão em greve a mais de um mês e o Governo se quer foi sensibilizado, no sentido de colocar um ponto final nesse imbróglio. Paralisações como essas, além de não surtirem o efeito que o momento exige, poderão colocar pais e alunos contra a nossa causa.



Não se enfrenta um Governo como esse com a teatralização da ação sindical e muito menos com amadorismo! Ação sindical de peso só se faz com a sensibilização, mobilização e conscientização de uma categoria. Dessa forma o governo continuará negligenciando os trabalhadores e suas reais necessidades.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…