Pular para o conteúdo principal

EDUCAÇÃO MARANHENSE EM CRISE: Extinção do Ensino Médio no povoado Paiol do Centro município de Parnarama preocupa moradores.

EDUCAÇÃO MARANHENSE EM CRISE: Extinção do Ensino Médio no povoado Paiol do Centro município de Parnarama preocupa moradores.


O povoado Paiol do Centro município de Parnarama-Ma, vai ficar sem o Ensino Médio durante todo o ano de 2012. Foi o que informou ao portal Debate Democrático e ao blog Julimar Silva, moradores da comunidade, distante 63 km da sede e a 85 km de Caxias-Ma.

O que mais impressiona e o que poucas pessoas entendem, é porque o Ensino Médio em toda a zona rural será suspenso. Um morador que prefere não ser identificado reprova a ação do Governo do Estado:

“Imagina só os alunos que terminam a 9º ano vão ficar sem estudar. Aqui no Paiol as pessoas estão sem saber o que fazer. A culpa é da nossa governadora Roseana Sarney”, afirma.

Alguns moradores dizem que a alegação para o fechamento das turmas, é a de que o Ensino Médio não é de boa qualidade. As famílias da comunidade não sabem o que fazer, pois sem o 1º ano do Ensino Médio em 2012, no próximo ano, não terá o 2º ano e com isso, o Ensino Médio será extinto.

Até mesmo na sede do município, alguns remanejamentos estão acontecendo. Mas Parnarama-Ma conheceu a primeira mudança no Ensino Médio em 2011, quando quiseram acabar com o 1º ano do povoado Paiol do Centro e a população correu atrás do prejuízo principalmente do Brejo de São Félix e com muito esforço conseguiram cursar.

Mas em 2012, nem mesmo a sede escapou, houve a troca de alunos de duas escolas em Parnarama, das escolas Mestre Tibério e Adelice Martins. Os alunos do Ensino Médio do Adelice Martins vão cursar a mesma série na escola Mestre Tibério. Já os alunos da escola Mestre Tibério que são do Ensino Fundamental, vão para o Adelice Martins.

A zona rural do Município de Parnarama tem cincos anexos, onde funcionam o Ensino Médio. Nos povoados: Paiol do Centro, Brejo de São Félix, Cajoeiro, Brejinho e Olho Dágua.

Os moradores do povoado Paiol do Centro relatam ainda, que no ano passado (2011) o Ensino Médio funcionou com algumas deficiências. Um exemplo é o fato de os alunos passarem o ano inteiro sem assistirem uma aula sequer de Matemática, Física e Química.

Muitos pais e familiares de alunos do povoado Paiol do Centro que não podem pagar escola particular na cidade para seus filhos e parentes, estão decidindo por deixar os dependentes sem estudar exatamente pela falta do Ensino Médio na comunidade.

Atualmente o Paiol do Centro conta com a Escola Clodomir Millet que atende durante a noite a EJA Educação de Jovéns e Adultos.  Durante o dia funciona do 1º ao 9º ano, além do Ensino Infantil. Pela manhã do 1º ao 5º ano e a tarde da 6º ao 9º ano.

O que mais impressiona é que problema não está na falta de espaço nesta escola, mas na falta de preocupação do Governo do Estado em aparelhar a escola com material humano, para assim, prestar um Ensino Médio de qualidade.

A Regional de Educação responsável pela comunidade Paiol do Centro funciona em Timon, mas até agora só fez repassar a informação de que na comunidade não haverá o 1º ano em 2012.

Por Julimar Silva
Fonte: Debate Democratico
noticias / Maranhão
Segunda-Feira, 23 de Janeiro de 2012 às 10h04

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…