Pular para o conteúdo principal

Bomba! Diretor do Sinproesemma pratica nepotismo e abuso de poder na SEDUC.

Venho por meio desse explicar a situação dos funcionários demitidos do SIAEP (Sistema integrado de administração de escolas da rede pública do maranhão)
O SIAEP se constitui em uma moderna ferramenta de informática de apoio aos alunos, técnicos administrativos, professores e gestores do ensino no Estado. É uma ferramenta que possibilita a gestão informatizada da vida acadêmica, administrativa e funcional das escolas da rede estadual de ensino. Foi desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para a gestão de informações de todas as atividades básicas das unidades de ensino, via internet.
Os funcionários que trabalham com a administração do sistema estão tendo os seus direito trabalhistas e dignidade seriamente feridos por um tirano que estar mais perdido do que as baratas que sobreviveram a bomba tomica de Hiroshima e Nagasaki.
No início do ano o secretário adjunto (setor SAGI) procurou os funcionários para conversar e pedir que todos continuassem a ir trabalhar que não haveria demissões e fez um discurso muito bonito dizendo que o sistema seria ampliado e passaria por melhoras técnicas e que daria o suporte necessário para toda a equipe, pois na sala do SIAEP a situação é degradante, o mesmo garantiu que os funcionário teriam o suporte necessário para continuarem a desenvolverem as suas atividades. Pois bem, 4 meses e meio se passaram e a situação so se agrava, pois a intenção do secretário adjunto da SAGI (secretaria adjunta da SEDUC MA) só se agrava. Irei elencar aqui alguns pontos interessantes:
1. Os funcionários passaram 3 meses sem receber dinheiro nos meses de janeiro, fevereiro e março. Trabalharam 3 meses sem carteira assinada que por sinal é uma infração gravíssima, ainda mais quando se trata de pessoas que trabalham em prol da coletividade, pois prestam serviço para uma empresa pública;
2. Durante esses 3 meses o Williandickson Azevedo, secretário-adjunto de Gestão Institucional inseriu o seu IRMÂO (Marcel Azevedo Garcia) de SIAEP para ser o novo chefe e demitiu o então compromissado, capacitado e experiente coordenador do SIAEP (NEPOTISMO É CRIME)
  1. Está pagando os funcionários com descontos absurdos que não tem nem fundamentos da forma que bem quer.
  2. Contratou uma terceirizada que diz ter idoneidade, mas até o momento só faz coisas irregulares a exemplo dos pagamentos por debaixo dos panos dos funcionários.
  3. Fez com que seu IRMÃO se infiltra-se dentre os funcionários para ficar levando FOFOCAS (COISAS DE RAPARIGA) para ele (williandickson).
  4. Iniciou as demissões com o pretexto de que a SEDUC MA estar com dificuldades financeiras, ai eu me pergunto, porque o mesmo não iniciou as demissões pelas pessoas que tem o menor nível de conhecimento a respeito do trabalho a exemplo do irmão dele? Será se ele tem um justificativa para isso?
Algumas perguntas que ficam no soltas sem respostas:
Que empresa é essa ITIC que ele contratou?
Porque pagar os funcionários por debaixo dos panos e descontar do dinheiro dos pobres trabalhadores o valor de uma tal nota fiscal que tem que ser paga pelos funcionários?
Não seria mais barato fazer uma upgrade no SISTEMA SIAEP já que a secretaria passa por dificuldades financeiras?
OBS – Temos vídeos de reuniões aonde o próprio williandickson fala tudo que estar no texto e iremos divulgar na hora certa…
Tenho certeza que o Governador não sabe da metade das coisas que estão acontecendo na secretaria da educação.
Uma última pergunta – Será se é justo os funcionários do SIAEP serem demitidos depois de demonstrarem o enorme esforço de ficar 3 meses sem receber salários que por sinal continuam atrasados? Depois de contribuírem para um MARANHÃO melhor e sem corrupção? Não seria o caso de remanejar esses funcionários para outras atividades?
 
Nós do SIAEP, preparamos essa art que sintetiza muito bem o que aconteceu, o que está acontecendo e o esquema, SEDUC, SIAEP E SINPROESEMA. Obrigado pela sua postagem, ficamos agradecidos, mas precisa de mais repercussão, sei que não precisa falar, mas preserve a fonte. Continue com seu trabalho em favor dos oprimidos e injustiçados… Veja o anexo.
 
 
Fonte: blog do C. Hostilio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PERDAS SALARIAIS DOS PROFESSORES NO GOV. FLÁVIO DINO

GOV. FLÁVIO DINO DESCUMPRE LEIS e  APLICA NOVO CALOTE NOS EDUCADORES
Ao não conceder, em janeiro de 2018, o reajuste de 6,81% no vencimento dos integrantes do magistério da educação básica, mais uma vez o governador Flávio Dino insiste em descumprir a lei do PISO NACIONAL e o art. 32 do ESTATUTO DO MAGISTÉRIO. Por 3 anos consecutivos temos sido vitimados por uma política de profundo ARROCHO SALARIAL que tem como consequência a diminuição permanente do poder de compra dos educadores, comprometendo de forma direta a qualidade da educação pública e a dignidade dos trabalhadores. Em 2016, embora a lei garantisse um reajuste de 11,36% para os Professores, não foi concedido nenhum percentual de recomposição salarial. Em 2017, governo descumpre novamente a legislação, através de uma manobra parlamentar, aplica um pequeno reajuste em cima da GAM.  Em 2018, o governo reedita o calote e outra vez, agindo na ILEGALIDADE, não concede o reajuste na tabela de vencimentos dos educadores, em uma clara …

Gov Flávio Dino passa a perna nos professores, vende gato por lebre e chama isso de valorização

Quem vê a megacampanha midiática do governo Flávio Dino (PCdoB)  sobre a realidade salarial dos professores da rede estadual maranhense, nem de longe imagina o que de fato vem acontecendo com esses educadores.  Primeiro é preciso explicitar que o governador, apesar de ser professor, não teve pudor algum ao optar, em 2016, por descumprir as Leis do Piso e o Estatuto do Magistério e deixar toda a categoria de professores sem reajuste salarial algum. No ano seguinte, o avanço do governo sobre os direitos dos professores continuou. Numa manobra envolvendo sua base aliada no poder legislativo, o governador Flávio Dino (PCdoB) usa uma Medida Provisória para violar o Estatuto do Magistério, promove o desmonte da carreira ao extinguir 9 referências de um total de 19 existentes e realiza uma pequena elevação na Gratificação de Atividade do Magistério – GAM, de forma parcelada e progressiva, entretanto, manteve CONGELADO o piso salarial de todos os professores, com valores referentes ao ano de 2…

Governo Flávio Dino aplica novo GOLPE nos PROFESSORES

Companheir@, demonstraremos aqui, os prejuízos causados pela aprovação da  Medida Provisória nº 272/18. Ela modifica a estrutura da tabela de vencimentos que integra o Estatuto do Magistério e trata da concessão de reajustes diferenciados para os educadores:

 Prof. I - 10,47% - INTEGRAL  Prof. II - 6,81% - INTEGRAL  Prof. III- 6,81% - P A R C E L A D O
O governo do estado incorreu em ato ILEGAL ao violar o artigo 32 da Lei 9.860/13, e conceder percentuais de reajustes diferenciados para os integrantes do subgrupo  Magistério. Como se isso não bastasse, os valores dos vencimentos dos professores nas tabelas que acompanham a MP 272/18, foram definidos à revelia da tabela que acompanha o Estatuto do Magistério, desde sua aprovação em 2013. Governo e sinproesemma acharam que os professores não perceberiam a manobra matemática feita por eles. A ideia visa reduzir o volume de recursos financeiros do FUNDEB, que é usado para remunerar anualmente, os profissionais do magistério. 

Observe na imagem …