Pular para o conteúdo principal

Professores municipais têm titulação reconhecida

O prefeito de São Luís, João Castelo, assinará, nesta quarta-feira (26), três decretos que tratam da implantação das gratificações a 1.374 profissionais do magistério por titulação, por difícil acesso e por jornada de trabalho ampliada, em uma solenidade especial que acontece às 9h, no Rio Poty Hotel. Os benefícios já serão inclusos na folha deste mês de agosto.
Do total de 1.374 professores beneficiados, 765 receberão a gratificação por titulação, 569 por difícil acesso e 40 ganharão recursos pela jornada ampliada de trabalho não pagas desde julho de 2008. Todos os profissionais do magistério público contemplados foram convidados para o evento por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e do Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Público Municipal de São Luís (Sindeducação) e estarão presentes na solenidade.
O titular da Semed, Moacir Feitosa, disse que o prefeito João Castelo está promovendo esta reunião com os profissionais do magistério com o objetivo de implantar conquistas importantes para a rede de ensino de São Luís e para tratar, com os docentes, da Educação de um modo geral.
“Este momento deve ser entendido como mais um passo decisivo da implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos, instrumento central de valorização dos profissionais do Magistério de São Luís”, ressaltou.
Resultados positivos - Além das gratificações, a área da Educação comemora outros resultados positivos. Até o final deste ano, a Prefeitura de São Luís terá inaugurado 15 escolas na capital maranhense, o que representa uma média de uma Unidade de Educação Básica (UEB) por mês entregue à população. Com isso, mais de 5.500 novas vagas serão criadas no ensino regular segundo estimativas da Secretaria Municipal de Educação (Semed).
Nestes primeiros meses já foram concluídas sete UEBs, entre espaços construídos, reformados e ampliados, nos bairros da Vila Embratel, Santa Bárbara, Jaracaty, Uruati, Quebra Pote e duas na Cidade Olímpica. Ainda neste ano, serão inauguradas mais oito escolas à comunidade dos bairros Vila São Luís, Vila Vitória, São Raimundo, Cidade Operária, Estiva, Bequimão, Vila Poeirão e Anjo da Guarda.
Fonte:http://www.saoluis.ma.gov.br/frmNoticiaDetalhe.aspx?id_noticia=1042

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…