Pular para o conteúdo principal

DIERETORIA DO SINPROESEMMA ALIA-SE AO GOVERNO ESTADUAL, PREJUDICA MAIS DE 40 MIL PROFESSORES E AGORA CULPABILIZA O GOVERNO PELO FRACASSO DAS NEGOCIAÇÕES EM PROL DO NOVO ESTATUTO.

SINPROESEMMA - NOTA OFICIAL

Diante do resultado da mais recente reunião de negociação sobre o Estatuto do Educador maranhense realizada no dia 12 deste mês com representantes do Governo do Estado, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA) vem a público:




1. Informar que, em total desrespeito aos educadores da rede estadual, o governo do Estado decidiu unilateralmente apresentar Proposta de Estatuto, que rasga mais de um ano de debates – internos da categoria e desta com o próprio governo –, alegando principalmente a necessidade de respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e as restrições do período eleitoral;



2. Denunciar que a Proposta de Estatuto ameaça a carreira profissional, conquista histórica, ao limitar e não fixar uma tabela salarial e deixar vagas as diversas formas de gratificações;



3. Lembrar que dias antes assembleias regionais do Sindicato haviam aprovado texto unificado de projeto de Estatuto do Educador, composto com a Seduc, ficando o impasse entre as partes restritas a constituição da tabela salarial;



4. Informar que esses mesmos fóruns deliberativos aprovaram estado de greve, a ser confirmada em novas assembleias;



5. Anunciar que até o dia 30 deste mês, serão realizadas assembleias para discutir a decisão unilateral do governo e deliberar sobre os caminhos a serem seguidos para a conquista de um democrático e avançado Estatuto do Magistério, não sendo descartados protestos e paralisações;



6. Cobrar do governo do Estado, com base nos debates já travados e da Assembleia Legislativa, o empenho para aprovação do Estatuto do Educador discutido com o Sindicato;



7. Reafirmar que o Sindicato está aberto ao diálogo em defesa dos interesses da categoria e do ensino público de qualidade, mas de forma autônoma e independente quanto a qualquer governo instituído.



São Luís, 18 de agosto de 2010



Júlio Pinheiro - Presidente do SINPROESEMMA

Atenção! Nós do MRP alertamos a categoria, desde o ano de 2009, para o perigo das manobras dessa diretoriazinha PELEGA DO SINPROESEMMA. Só agora, depois do "leite derramado" é que eles lançam nota afirmando que o governo explicou que temos que respeitar os prazos estabelecidos na Lei de Responsabilidade fiscal. O que demonstra que eles acham que nós somos um bando de idiotas ACÉFALOS. Nós já sabíamos que o combinado, SINDICATO - GOVERNO manobraria a todo custo para PREJUDICAR A NOSSA CATEGORIA. Portanto, fomos desafiados pelo governo e diretoria do sindicato. Está explícito que RECAI EXCLUSIVAMENTE SOBRE OS NOSSOS OMBROS A NECESSIDADE DE EMPREENDERMOS A LUTA EM PROL DO NOSSO REAJUSTE ANUAL (QUE TEMOS DIREITO), DA IMEDIATA GARANTIA DAS NOSSAS PROGRESSÕES E TITULAÇÕES E DA CONQUISTA DO NOVO ESTATUTO.







Por essas razões, nós do MRP, cansamos de esperar, sendo assim convidamos a tod@s para comparecerem a nossa reunião que acontecerá dia 24/08 (terça feira) às 17h 30 min no auditório do CEGEL. COMPAREÇAM!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…