Pular para o conteúdo principal

CARTA COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO, QUEM ASSINOU?




Companheir@s, ontem (24/09) o MRP e o SINPROESEMMA realizaram, no sindicato dos bancários, um debate com os candidatos ao GOVERNO DO ESTADO. Convidamos a todos, lamentavelmente, compareceram apenas JOSILVALDO CORRÊA-PCB; MARCOS SILVA-PSTU e SAULO ARCANGELLI-PSOL. Após a composição da mesa, que foi coordenada por um representante do SINPROESEMMA e um do MRP, foi lida na integra a CARTA COMPROMISSO COM OS EDUCADORES, em seguida, iniciamos o debate com os candidatos presentes, as 10h. Em seguida, os candidatos debateram propostas para melhorar a qualidade do ensino público estadual e de valorização profissional dos educadores.

Ressaltamos que os candidatos Roseana Sarney-PMDB e Flávio Dino-PCdoB, alegaram não poder participar da atividade, em função dos mesmos assumirem compromisso com outras atividades, que em suas óticas, devem ser mais IMPORTANTES QUE A EDUCAÇÃO E OS PLEITOS DOS EDUCADORES. O candidato Jackson Lago-PDT não justificou sua ausência.


Ao final do debate os coordenadores da mesa apresentaram a CARTA COMPROMISSO para que os candidatos PRESENTES a assinassem, o que foi feito por todos.


Logo em seguida, concluímos a nossa atividade.


Atenção! A diretoria do SINPROESEMMA, em nota sobre o debate com os educadores, faz o que nem a COORDENAÇÃO DE CAMPANHA DE Flávio Dino fez, JUSTIFICA A AUSÊNCIA do seu candidato, alegando que o mesmo já havia assinado a CARTA COMPROMISSO.



 Isso não é verdade, o documento que FD assinou é outro e não contempla, por exemplo, o item 2 da CARTA COMPROMISSO, que defende a ampliação do percentual das receitas destinadas a MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO-MDE, saindo de 25% para, no mínimo, 30%. Sem a garantia desse pleito, dificilmente governo algum, conseguirá alavancar a melhoria da qualidade do ensino público e muito menos ainda, promoverá a VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DOS EDUCADORES.

Comentários

Legal mesmo. Gostaria que seguissemos pelos BLOGs, para facilidades de leituras e atualizações.
Abrass
Sigamos aqui
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com
Este comentário foi removido pelo autor.
A falta de compromisso desses candidatos faltosos,mostra bem o que pode acontecer com a educaçao e com os professores, caso sejam eleitos.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…