Pular para o conteúdo principal
ALUNOS FAZEM MANIFESTAÇÃO A FAVOR DA GREVE DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

Hoje (09/05/11) o dia ficará marcado para a história da cidade de Imperatriz e de todo o Maranhão, pois se viu renascer o espírito de luta e de mudança nos estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino, percebeu-se o renascimento das novas lideranças, as ações conjuntas daqueles que sofrem com o descaso da Educação em nosso estado mostraram a toda a comunidade a força daqueles que serão o futuro da nossa nação, mostrando que o jovem pensa, sente e cria opções para sua vida, que o tempo do comodismo chega ao fim.





A passeata iniciou na frente do C.E. Graça Aranha, onde um senhor aparentando mais de 70 anos e cabeça branca se fazia presente, fechando as portas da escola e trancando os alunos que já haviam adentrado na escola (como se fosse o "vigia" ou vigilante ausente que comentamos não existir na escola) e tentando impedir que os mesmos fossem lutar pelos seus direitos, mas sabe quem era este senhor, o Gestor de Educação, porém sua intervenção como sempre foi um fíasco, alunos e professores formaram uma grande corrente e foram para as ruas reivindicar condições de ensino e aprendizagem, que é hoje a principal luta da nossa comunidade.




Aproximadamente 2.000 (dois mil) estudantes da rede estadual de ensino, alunos das escolas de ensino médio da cidade de Imperatriz, a maioria eleitores, realizaram pelas ruas de Imperatriz um ato público de revolta e indignação com as condições que se encontra a Educação em nosso estado, em suas falas solicitavam "melhor condição de trabalho aos professores, melhores salas de aula, segurança nas escolas (que há mais de 6 meses funcionam sem vigilantes), áreas cobertas e ginásios para prática de atividades físicas, merenda escolar para todos, funcionários de serviços gerais para um ambiente limpo" entre tantas outras que fariam das escolas publicas funcionarem como determina a lei.



Nas ruas a população apoiava os estudantes e professores, filhos (alunos) encontravam seus pais, parentes e amigos nas lojas, padarias, oficinas, clínicas, bancos, escritórios, gente que já passou pela escola pública e sabe das necessidades que se tem de mudar este quadro de abandono que vive atualmente nossos estabelecimentos de ensino da rede estadual de ensino. O ato público foi realizado pelas ruas Rui Barbosa (Prefeitura Municipal) Coronel Manoel Bandeira; Simplício Moreira (Câmara de Vereadores e Gerência Regional de Educação); Luis Domingues; Av. Getúlio Vargas; R. Sergipe (em frente a Mirante) e Av. Dorgival Pinheiro de Sousa até a Praça de Fátima, onde finalizou com grande encontro dos estudantes e professores em integração.

Alunos revoltados com as Mentiras na frente da Mirante.

Este é o momento de parabenizar a todos que foram ao evento, principalmente aos alunos dos C.E. GRAÇA ARANHA; DORGIVAL PINHEIRO; GOVERNADOR ARCHER; URBANO ROCHA; RAIMUNDO SOARES (que foram em um ônibus fretado); NASCIMENTO DE MORAES (mesmo ameaçados pela direção); CAIC; EDSON LOBÃO; SANTA MARIA; ESTADO DE GÓIAS; ENTRE OUTROS QUE SÃO VERDADEIROS CIDADÃOS MARANHENSES, PARABÉNS!





O SINDICATO E A CLASSE DE PROFESSORES TEM ORGULHO DESTES ALUNOS QUE MOSTRAM AOS NOSSOS COLEGAS QUE VOLTARAM POR MEDO DE DESCONTO DE SALÁRIO, QUE A LUTA VAI ALÉM DE DINHEIRO, É POR DIGNIDADE!

http://cabasquete.blogspot.com/2011/05/alunos-fazem-manifestacao-favor-da.html#comment-form


Comentários

Sara disse…
Fico feliz com o ato desses jovens que estão unindo-se para fazer o diferencial, chega de leis estarem somente no papel, tem que ser colocadas em práticas.
O silêncio e o medo já não existe mais perante o Estado, porque tudo o que a sociedade quer é um estabelecimento educacional com garantias ou melhor dizendo, em perfeitas condições para o aprendizado do aluno.
Parabéns a todos que estão diante de uma luta que não cessará de imediato.
Sara Freitas
Sara disse…
Este comentário foi removido pelo autor.

Postagens mais visitadas deste blog

PERDAS SALARIAIS DOS PROFESSORES NO GOV. FLÁVIO DINO

GOV. FLÁVIO DINO DESCUMPRE LEIS e  APLICA NOVO CALOTE NOS EDUCADORES
Ao não conceder, em janeiro de 2018, o reajuste de 6,81% no vencimento dos integrantes do magistério da educação básica, mais uma vez o governador Flávio Dino insiste em descumprir a lei do PISO NACIONAL e o art. 32 do ESTATUTO DO MAGISTÉRIO. Por 3 anos consecutivos temos sido vitimados por uma política de profundo ARROCHO SALARIAL que tem como consequência a diminuição permanente do poder de compra dos educadores, comprometendo de forma direta a qualidade da educação pública e a dignidade dos trabalhadores. Em 2016, embora a lei garantisse um reajuste de 11,36% para os Professores, não foi concedido nenhum percentual de recomposição salarial. Em 2017, governo descumpre novamente a legislação, através de uma manobra parlamentar, aplica um pequeno reajuste em cima da GAM.  Em 2018, o governo reedita o calote e outra vez, agindo na ILEGALIDADE, não concede o reajuste na tabela de vencimentos dos educadores, em uma clara …

Gov Flávio Dino passa a perna nos professores, vende gato por lebre e chama isso de valorização

Quem vê a megacampanha midiática do governo Flávio Dino (PCdoB)  sobre a realidade salarial dos professores da rede estadual maranhense, nem de longe imagina o que de fato vem acontecendo com esses educadores.  Primeiro é preciso explicitar que o governador, apesar de ser professor, não teve pudor algum ao optar, em 2016, por descumprir as Leis do Piso e o Estatuto do Magistério e deixar toda a categoria de professores sem reajuste salarial algum. No ano seguinte, o avanço do governo sobre os direitos dos professores continuou. Numa manobra envolvendo sua base aliada no poder legislativo, o governador Flávio Dino (PCdoB) usa uma Medida Provisória para violar o Estatuto do Magistério, promove o desmonte da carreira ao extinguir 9 referências de um total de 19 existentes e realiza uma pequena elevação na Gratificação de Atividade do Magistério – GAM, de forma parcelada e progressiva, entretanto, manteve CONGELADO o piso salarial de todos os professores, com valores referentes ao ano de 2…

Governo Flávio Dino aplica novo GOLPE nos PROFESSORES

Companheir@, demonstraremos aqui, os prejuízos causados pela aprovação da  Medida Provisória nº 272/18. Ela modifica a estrutura da tabela de vencimentos que integra o Estatuto do Magistério e trata da concessão de reajustes diferenciados para os educadores:

 Prof. I - 10,47% - INTEGRAL  Prof. II - 6,81% - INTEGRAL  Prof. III- 6,81% - P A R C E L A D O
O governo do estado incorreu em ato ILEGAL ao violar o artigo 32 da Lei 9.860/13, e conceder percentuais de reajustes diferenciados para os integrantes do subgrupo  Magistério. Como se isso não bastasse, os valores dos vencimentos dos professores nas tabelas que acompanham a MP 272/18, foram definidos à revelia da tabela que acompanha o Estatuto do Magistério, desde sua aprovação em 2013. Governo e sinproesemma acharam que os professores não perceberiam a manobra matemática feita por eles. A ideia visa reduzir o volume de recursos financeiros do FUNDEB, que é usado para remunerar anualmente, os profissionais do magistério. 

Observe na imagem …