Pular para o conteúdo principal

Professores de São Luis dizem um sonoro não a proposta de reajuste salarial do SINDICATO-GOVERNO.

Companheir@s, acompanhe na tabela ao lado o comparativo que traçamos entre a proposta de reajuste salarial do SINDICATO - GOVERNO e a proposta defendida pelo MRP, ASSIM COMO EVIDENCIAMOS AS PERDAS SALARIAIS MENSAL E ANUAL, que poderão nos alcançar, caso a MAIORIA DAS ASSEMBLEIAS ACEITEM A PROPOSTA GOVERNISTA.
 Ressaltamos que na assembleia REGIONAL de São Luis, os professores REJEITARAM INTEGRALMENTE a proposta governista e APROVARAM COM 60% DOS VOTOS A PROPOSTA DEFENDIDA PELA OPOSIÇÃO.
Hoje, segundo o site do SINPROESEMMA, 7 assembleias regionais aceitaram INTEGRALMENTE a proposta governista; 6 aceitaram PARCIALMENTE e a da capital rejeitou INTEGRALMENTE. Diante do exposto percebemos que há um empate técnico e desta forma, a responsabilidade pela rejeição da proposta governista recai sobre os ombros dos professores que estão localizados nas regionais em que as assembleias ainda não aconteceram.

Na tabela ao lado,  A PROPOSTA DO MRP CORRESPONDE A 4ª COLUNA (remuneração). Nossa sistemática consiste em se manter a GAM de 100% nas classes I e II e de 130% nas classes III e IV. Tambem mantivemos o interstício de 5% entre as ref. de cada classe. A ref. inicial das classes II, III, IV, equivale ao valor da primeira ref. da classe anterior, acrescida de 15%.

Atenção professores!

Por que devemos rejeitar a proposta do SINDICATO-GOVERNO?

1- Aceitá-la, significa permitir que o  GOVERNO CONTINUE A DESCUMPRIR A LEI DO PISO;
2- O governo estadual e a diretoria do SINPROESEMMA não apresentaram nenhum estudo técnico que nos faça entender a necessidade da incorporação da GAM e muito menos nos permita comprender o por que dessa proposta de reajuste escalonado em três parcelas, num período de 12 meses;
3- O Piso em 2012 será reajustado em janeiro  e seu valor deve girar em torno de R $ 1.400,00. Fechando um acordo agora com o governo, ficaremos sem esse percentual  de reajuste em 2012.
4- A diretoria do SINPROESEMMA ( PCdoB/PT/CTB) afirma que os demais pontos da pauta, apresentada no período grevista serão remetidos para a aprovação do ESTATUTO, PORÉM, nossa categoria se quer conhece o teor da proposta de novo estatuto que a diretoria debate com o governo.

Cuidado Professor/a ! NÃO DEIXE A ALEGRIA DE HOJE SER TRANSFORMADA EM TRISTEZA E INDIGNAÇÃO AMANHÃ.

Comentários

Colegas do MRP,

Tá na hora de lançarmos a campanha "Quero me desfiliar do SINPROESEMMA". Estou a disposição para engajamento na campanha pelas redes sociais.

Abraço
Jeferson Probo
Professor em Timon
katia Ribeiro disse…
Pelo contrário Jeferson, devemos é nos filiar e tomar o sindicato que é nosso das mãos destes pelegos.
Katia Ribeiro

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…