quinta-feira, 6 de setembro de 2012

CHAPA 1 Sai na frente, derrota a Comissão Eleitoral e consegue aumentar o número de urnas e ampliar o horário de votação até as 20 h, pois não teme o voto dos professores. Entenda por quê?


Dia 3/8 requeremos a inscrição da chapa 1 no SINDEDUCAÇÃO, porém, a Comissão Eleitoral só homologaria a solicitação da nossa chapa 11 dia depois, ou seja, no último dia do prazo previsto p/ a inscrição das chapas (14/8 sexta feira).

Dia 20/8 requeremos junto à Comissão Eleitoral o aumento do número de urnas e a descentralização das mesmas, na tentativa de disponibilizar outros locais de votação, espalhados pela cidade, além das urnas dispostas no sindicato. Outra vez a Comissão Eleitoral age de forma suspeita, na medida em que, resolve indeferir a nossa solicitação e só nos comunica dia 27/8.

Não satisfeitos com a resposta da Comissão Eleitoral, dia 29/8 fomos ao MPT e requeremos deste uma intermediação, na tentativa de garantir a descentralização da eleição. Depois de tomar conhecimento da iniciativa da Chapa 1, a Comissão Eleitoral rapidamente e pela primeira vez convoca uma reunião com todos os representantes das Chapas, que foi realizada no sábado (1/9). Na ocasião voltamos a defender a ampliação do número de urnas, de 4 (previstas inicialmente) p/ 12 (sendo utilizadas 5 no sindicato e 7 nos polos com o maior número de escolas) e a ampliação do horário de votação para as 20h. Após um caloroso debate os representantes da chapa 2 resolveram concordar com o pleito defendido pela Chapa 1, já os representantes da Chapa 3 se abstiveram sobre a questão da descentralização, do aumento de urnas e da ampliação do horário de votação. A chapa 1 solicitou ainda que a lista dos professores ativos e inativos aptos a votar, fosse divulgada no site do SINDEDUCAÇÃO, para que os professores verificassem com antecedência sua situação nessa eleição. Encerrada a reunião foi lavrada a ata.

Dia 3/9 (2ª feira) a Comissão Eleitoral convoca nova reunião, desta vez somente participaram seus integrantes, além dos 5 indicados pela diretoria do SINDEDUCAÇÃO, participou também a Prof. Ana Paula, representante da chapa 1. As chapas 2 e 3 não indicaram representantes p/ compor a referida comissão. Nessa reunião foi comunicado que a Comissão Eleitoral voltou atrás e decidiu aumentar o número de urnas para 7 e ampliar o horário de votação até as 20h, mais manteve o indeferimento do processo de descentralização.

Dia 4/9 (3ª feira) o Procurador Maurel Mamede Selares mandou intimar a Comissão Eleitoral e os representantes das três chapas 1, 2 e 3 inscritas no pleito para que todos comparecessem a uma audiência no MPT dia 6/9 (5ª feira) que discutiria a descentralização da eleição. Somente compareceram a essa audiência os integrantes da Comissão Eleitoral e o candidato a presidente pela Chapa 1, Professor Antonísio Furtado. A ata dessa audiência você confere na íntegra nas imagens abaixo.



Um comentário:

M.R.P - Maranhão disse...

O SINDEDUCAÇÃO foi transformado em balcão de negócios pelo grupo que está a sua frente, desde a sua fundação. Professor/a, na eleição que acontece dia 14/09 (sexta feira) você pode libertar o nosso sindicato dessas sanguessugas do suor dos professores, que tanto tem prejudicado a rede municipal de ensino de São Luís, pois eles sempre se posicionaram ao lado do prefeito e dos vereadores aliados. A luta em defesa da educação e de seus trabalhadores passa por uma única opção, vote para mudar, vote CHAPA 1!