Pular para o conteúdo principal

A ERA LINDALVA CHEGA AO FIM NO SINDEDUCAÇÃO: É HORA DE ARRUMAR A CASA E PREPARAR A LUTA


 

“Caso se tratasse de um Estado o que foi engendrado corresponderia a um ‘golpe’, e o processo eleitoral nem de longe se assemelharia a uma democracia”.

A frase acima, de um juiz da 2ª Vara do TRT-MA, denuncia jurídico e clinicamente todo “jogo sujo” que o grupo liderado pela professora Lindalva Batista estava tramando para impedir que a Chapa 1- Unidade para Mudar assumisse a direção do Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Público Municipal de São Luís- SINDEDUCAÇÃO. Para que a decisão da maioria fosse respeitada, tivemos que acionar a justiça e mobilizar a categoria. Seguindo-se a isso, dia 01/11 mais uma liminar determinou que o grupo da professora Lindalva Batista entregasse a direção do SINDICATO para a CHAPA 1, a legítima vencedora da eleição ocorrida no dia 14 de setembro com 49,2% dos votos válidos.  Felizmente o golpe foi desbaratado.

               As práticas do grupo que gravita em torno da ex-presidenta, infelizmente, mancharam a imagem de nossa entidade. Os artifícios e métodos que os mesmos vinham utilizando desde o dia 14 de setembro não são dignos de acontecer no seio de uma entidade de educadores. Agressões físicas, falsificações de provas, adulteração de documentos, testemunhos forjados, calúnias direitistas, recursos julgados a revelia pela Comissão Eleitoral, prorrogação de mandato de Lindalva Batista por mais um mês, sem amparo estatutário, convocação desesperada de novas eleições, etc., marcaram a virada de uma página da história do SINDEDUCAÇÃO que deve ser lembrada apenas como lição daquilo que não deve ser feito por nenhuma entidade de representação de categoria.  Cabe lembrar, que a CHAPA 3, encabeçada pela professora Lindalva Lopes, rejeitada por mais de 60% do votantes, foi apoiada político e financeiramente pela antiga direção e por vereadores ligados ao Prefeito e que não têm compromisso a educação pública de São Luís, conforme mostra a foto abaixo.


Cartaz da candidata a presidenta na Chapa 3, Lindalva Lopes, colada no carro do Vereador Astro de Ogum, mostra quem realmente abusou do poder econômico e político nas eleições do SINDEDUCAÇÃO.

A VERDADE DOS FATOS

                   Em quase todas as nossas mobilizações a ex-direção sempre alegava que o Sindicato não tinha dinheiro para divulgar a luta, para convocar a categoria e para denunciar os ataques que emanavam da prefeitura, mas de repente apareceu mundos de recursos para, em horário nobre, caluniar a CHAPA 1. Nos últimos meses essa direção veiculou mais notícias que em todo seu mandato, no entanto nenhum denunciava as propagandas mentirosas que o prefeito João Castelo divulgava a respeito da educação pública de São Luís, pelo contrário, todas atacavam a CHAPA 1. Nunca a ex-direção do SINDEDUCAÇÃO foi tão ágil, pois precisava mover os “pauzinhos” para tentar anular a eleição. Enfim, nunca a antiga e inoperante direção foi tão eficiente. Pudera fosse assim para o benefício da categoria e não contra a vontade da maioria.

                   A assessoria jurídica da Comissão Eleitoral, que deveria ser imparcial, apareceu em foto publicada no site pousando com a ex-presidenta, Lindalva Batista, exibindo liminar e comemorando o desrespeito à decisão da categoria que elegeu a chapa 1. No dia seguinte, a Comissão Eleitoral, presidida pela professora Mônica Serrão, sem qualquer fundamento, na tentativa de concretizar o golpe, anulou a eleição.

A gestão passada publicou fotos na internet acusando que a CHAPA 1 teria entrado à  força na sede do sindicato. O fato é que a ação foi determinada por decisão judicial e acompanhada por oficial de justiça e ocorreu pelo fato de a ex-direção, ao arrepio da categoria, ter fechado as portas do sindicato e por seu mandato ter encerrado em 17/10/2012, conforme ata juntada ao processo. É triste ver que a Era Lindalva no SINDEDUCAÇÃO terminou de forma trágica e desrespeitosa à categoria.  Na vida e na luta é preciso saber perder, mas esse grupo, infelizmente, não aprendeu assimilar isso!

É HORA DE PREPARAR A LUTA!´

Durante um mês e meio travamos uma batalha para evitar o golpe da gestão de Lindalva. Mas, agora que assumimos a direção do sindicato, nossa maior preocupação é iniciar a concretização do programa de campanha que a categoria abraçou e votou. Para isso, estamos fazendo um planejamento estratégico para os primeiros meses de gestão. Já na próxima quarta-feira, dia 07 de novembro, às 16h30min realizaremos uma Assembleia Extraordinária na sede do SINDEDUCAÇÃO. Queremos apresentar para a categoria esse planejamento e tirar alguns encaminhamentos acerca da garantia do direito à redução da jornada de trabalho em sala de aula (1/3 hora atividade), a inclusão no orçamento de 2013 da previsão de reajuste com base no crescimento custo aluno-ano (21,4%), prestar esclarecimento sobre a lista de progressões e indenizações previstas e campanha de filiação para fortalecer o sindicato, entre outras demandas.
 Temos clareza que em 2013 os governos não darão flores a nossa categoria em todo o Brasil, por isso desde já temos que preparar a luta. Vamos lançar uma grande campanha em defesa da educação pública e de qualidade social no município de São Luís e que envolva não só os profissionais da educação, mas toda a sociedade. Já não é mais novidade falar do caos na rede pública municipal de São Luís, o próprio candidato eleito, Edvaldo Holanda Junior, teve essa temática como centro de campanha que acabou o elegendo e desgastando o candidato João Castelo. Portanto, vamos desde já cobrar ações concretas para solucionar todos esses graves problemas. Nós, professores, alunos e comunidade que precisa de uma educação pública de boa qualidade não podemos mais esperar.
 

Elegemos-nos como Chapa de Oposição e de Luta, e é com essa definição que queremos codirigir o SINDEDUCAÇÃO com a categoria.


UMA PALAVRA AOS APOSENTADOS

Uma mentira dita cem vezes, torna-se verdade - frase Joseph Goebbels, Ministro de Propaganda do governo Nazista de Adolf Hitler.

 

Muitas mentiras sobre a CHAPA 1 foram ditas aos companheiros e companheiras.  Queremos aqui reafirmar aquilo que propomos aos aposentados e a bela carta que o professor aposentado Ribamar Durans escreveu a cada um de vocês.  Seria criminoso da parte de qualquer membro da CHAPA 1 propor a expulsão desses bravos senhores e senhoras do nosso SINDICATO. Gostaríamos que o grupo da professora Lindalva apresentasse algum documento que comprove essas infundadas acusações.  Essas calúnias só servem para dividir a categoria, pois quando nossos direitos são atacados perdemos coletivamente e quando estamos divididos nossa capacidade de reação é bem menor. Quem faz esse tipo de jogo sujo, age em favor dos governos e contra qualquer professor, seja ele aposentado ou não. É claro que algumas dessas calúnias quase se tornaram “verdades” porque antiga gestão não nos permitiu dialogar com os aposentados, inclusive se negando a promover um debate entre as chapas para que as propostas e opiniões contrárias fossem democraticamente confrontadas.

  Temos clareza que a mãe de todas as verdades é a própria história e vamos mostrar para todos vocês que esse sindicato jamais será um instrumento de exclusão de aposentados, mas instrumento de luta de todos, instrumento esse que deve ser lapidado politicamente com as valorosas experiências de vida e de luta dos aposentados. Enfim, na gestão Unidade para Mudar mentiras não serão transformadas em verdades, mas desmascaradas pela realidade.

                  Entrem em contato conosco, visitem a sede do SINDEDUCAÇÃO que é de vocês também e isso nenhuma calúnia pode destruir!

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…