Pular para o conteúdo principal

Nova eleição do SINDEDUCAÇÃO. Uma reflexão!


Estou aqui a pensar com meus botões: A insanidade lindalviana de não reconhecer a vontade dos professores expressa através do voto na eleição do dia 14/09, de anular e convocar novas eleições para o SINDEDUCAÇÃO só serve a dois propósitos. Primeiro, caso os professores permitam que esse GOLPE prospere, ela arranca das mãos da nossa categoria o controle do SINDEDUCAÇÃO para continuar mandando e desmandando nos recursos do sindicato, e negociando o que ainda resta de direitos da nossa categoria, como sempre fez. Atrelado a isso, ela terá que pagar o favor devido à turma do PCdoB instalada na cúpula do SINPROESEMMA, que não tem medido esforços para ajudá-la a continuar no poder através de liminares conseguidas de forma suspeita. A devolutiva do grupo de golpistas que tenta arrancar das mãos da CHAPA 1 (UNIDADE PARA MUDAR)  o comando do sindicato, não virá de outra forma,  à nova gestão municipal será dado  o direito de dar as ordens dentro do SINDEDUCAÇÃO, desde o seu primeiro dia de mandato e isso potencializará a política de desmonte da educação publica municipal, bem como a política de supressão e negação dos nossos direitos.
Em vez do debate em torno da anulação e a possibilidade da realização de novas eleições, caso estivéssemos à frente do SINDEDUCAÇÃO já teríamos iniciado o debate em torno do que realmente interessa a nossa categoria, como por exemplo: A votação do orçamento da SEMED para 2013 ( aqui entra o percentual de reajuste salarial que temos direito e o pagamento deste no mês de maio); A questão da definição do 1/3 de hora atividade; A questão da estrutura física das nossas escolas; A questão da carência de professores nas UEB's; A realização de eleição direta pra diretor; A questão do pagamento das perdas salariais; A definição do término do calendário escolar 2012, dentre outras questões não menos importantes.
Reagir a essa tentativa de golpe é necessário e essa reação precisa partir dos integrantes da chapa 1, como tem partido,  entretanto, é essencial que ela também seja manifestada pelos professores  que estão na base da nossa categoria e não comungam dessa insanidade. O risco que corremos com a possibilidade de consolidação desse golpe é muito grande e suas consequências atingirão toda a nossa categoria, há muita coisa em jogo. Mesmo que 2ª eleição aconteça, é fundamental lutarmos para que o número de votantes seja inexpressivo, vamos fazer campanha contra o voto na eleição dos GOLPISTAS PELEGOS.
Por ultimo garanto a cada um dos 591 professores que votaram e tod@s aqueles que de alguma forma torceram pela vitória da CHAPA 1, que jamais deixaremos de lutar para validar o resultado da 1ª eleição, nesse sentido, movemos ação no TRT e também realizamos e vamos continuar realizando ações políticas em defesa do respeito à escolha feita pela nossa categoria, que deseja ver essa turma de PELEGOS GOLPISTAS LONGE DO SINDEDUCAÇÃO.

Fonte: http://www.facebook.com/#!/antonisio.lopesfurtado

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…