Pular para o conteúdo principal

SINDEDUCAÇÃO URGENTE!


GRUPO DAS LINDALVAS TENTA NOVO GOLPE!

O grupo da antiga direção do SINDEDUCAÇÃO prepara mais um golpe contra a categoria. Ontem, dia 03 de novembro (sábado) entraram com mais um mandado de segurança junto ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho). Essa já é a segunda vez que o grupo entra com esse tipo de pedido no plantão do TRT. Enquanto todas as ações da Chapa 1 Unidade Para Mudar  se deram em dias úteis, as ações do grupo lindalvista só entram nos PLANTÕES do TRT.  Esta atitude é no mínimo estranha, pois é princípio geral que os PLANTÕES só recebam mandados cujo objeto se relacione a atentado contra a vida ou contra a liberdade, o que definitivamente não é o caso do SINDEDUCAÇÃO. É claro que os golpistas não respeitam leis nem decisões coletivas, mas é difícil entender como esse grupo consegue impetrar dois mandados de segurança em dois plantões.
No dia 22 de outubro (domingo) o desembargador Gerson de Oliveira Costa Filho, concedeu uma liminar ao grupo da antiga presidenta, Lindalva Batista, alegando que a antiga gestão só encerraria no dia 31 de outubro e não no dia 17 de outubro. Infelizmente, o referido desembargador não considerou a ata em que consta claramente a antecipação da gestão de Lindalva Batista para o dia 17 de outubro de 2008, devendo, portanto, ser encerrado no último dia 17 de outubro de 2012. E agora, quais serão os argumentos da CHAPA 3 e qual será a posição do desembargador  de Plantão, Alcebíades Tavares Dantas?  
 Concessões de liminares desta natureza, em PLANTÕES, contraria tanto a história do TRT como os professores do município de São Luís que decidiram por ampla maioria dos votos que a CHAPA 1, Unidade Para Mudar, deve dirigir o SINDEDUCAÇÃO no quadriênio (2012-2016). A Chapa 3, apoiada pela atual direção, além de ter sido rejeitada por mais de 60% da categoria foi tendenciosamente beneficiada pela Comissão Eleitoral que fradou a ata de eleição para forçar a anulação da pleito.
 Está claro que somente a força da categoria mobilizada será capaz de barrar os golpes do grupo da professora Lindalva Batista e seus asseclas.

TENDO EM VISTA A EMINÊNCIA DE MAIS UM GOLPE, COMPAREÇA AMANHÃ, 05/11 (SEGUNDA-FEIRA) A PARTIR DAS 8:00H  À SEDE DO SINDEDUCAÇÃO.

ELEIÇÃO SE GANHA NO VOTO, NÃO NO TAPETÃO!

GESTÃO UNIDADE PARA MUDAR!

Comentários

Vivi dos Anjos disse…
O que acontece de imundo nesse Estado não me surpreende mais, mas me enoja,
agora então, com essa ação da justiça de desembargadores que deveriam ser o baluarte dela, se tornam, de repente, incompetentes, sem conhecimento de suas funções. Me pergunto: Será que realmente é só incompetência? Tomara é menos vergonhoso.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…