Pular para o conteúdo principal

Abre o olho professor! O PCdoB está na prefeitura, no comando da SEMED, no comando do SINDEDUCAÇÃO e agora comanda até o programa de rádio do sindicato.


Programa Rádio Educação é lançado com sucesso

Sucesso é a palavra que define o primeiro programa de rádio do Sindicato dos Profissionais do Magistério de São Luís (SindEducação). Com a apresentação do radialista, Marden Ramalho, a Rádio Educação, como será chamado o programa, foi ao ar nesta segunda-feira (14) no horário das 17h às 17h30, na Rádio Capital AM.
Na edição de estreia, a Rádio Educação recebeu a presença de vários diretores e profissionais da base que foram ao estúdio da rádio prestigiar e opinar sobre o que esperam com o lançamento do programa. Também houve a participação de ouvintes, pelo telefone, como o vereador de São Luís, Ricardo Diniz, que elogiou a iniciativa da entidade em criar um espaço destinado ao diálogo com os trabalhadores.
A presidente do SindEducação, Elizabert Castelo Branco, disse que  o programa de rádio integra um conjunto de medidas da direção da entidade, visando diminuir a distância entre o sindicato e cerca de cinco mil profissionais que compõem a categoria em São Luís. “Nosso objetivo é aproximar cada vez mais o sindicato da base, promovendo o debate e informando a categoria sobre os direitos e a sociedade também das nossas reivindicações”, afirma.
Segundo a dirigente, a escolha do horário no final da tarde busca facilitar o acompanhamento e também a participação da categoria, pois é o momento em que muitos profissionais estão deixando as salas de aulas e se dirigindo até suas residências.
Além do programa de rádio, o SindEducação deverá apresentar também novos boletins informativos e mudanças no layout da página do sindicato na internet. Essas iniciativas constituem a ação de fortalecer a luta dos professores por melhores condições de trabalho e a valorização docente.
A partir de agora, o Rádio Educação vai ao ar de segunda a sexta-feira, na Rádio Capital 1180KHz AM. 
CONSIDERAÇÕES DO MRP
O Professorado da rede municipal de ensino de São Luis deve colocar suas barbas de molho com a sede de poder do PCdoB, pois o mesmo além da forte influência que tem com o prefeito Edivaldo Holanda Jr, o partido tem sob seu controle:
-  A SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, pois o secretário Geraldo Castro Sobrinho é dirigente estadual do PCdoB;
- A diretoria GOLPISTA do SINDEDUCAÇÃO, que foi patrocinada por esse partido e, portanto, só faz o que a turma do PCdoB deseja. Evidência maior disto, está no fato que o programa de rádio da entidade passou a ser apresentado pelo Marden Ramalho, que também é membro do PCdoB e é quem também apresenta o programa de rádio do SINPROESEMMA.
Nunca é de mais observar as conseqüências e os estragos que essa turma do PCdoB fez e faz na carreira do magistério e na educação estadual, durante os mais de 15 anos que  ela comanda o SINPROESEMMA. Será que vamos permitir que o mesmo aconteça na rede municipal???

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PERDAS SALARIAIS DOS PROFESSORES NO GOV. FLÁVIO DINO

GOV. FLÁVIO DINO DESCUMPRE LEIS e  APLICA NOVO CALOTE NOS EDUCADORES
Ao não conceder, em janeiro de 2018, o reajuste de 6,81% no vencimento dos integrantes do magistério da educação básica, mais uma vez o governador Flávio Dino insiste em descumprir a lei do PISO NACIONAL e o art. 32 do ESTATUTO DO MAGISTÉRIO. Por 3 anos consecutivos temos sido vitimados por uma política de profundo ARROCHO SALARIAL que tem como consequência a diminuição permanente do poder de compra dos educadores, comprometendo de forma direta a qualidade da educação pública e a dignidade dos trabalhadores. Em 2016, embora a lei garantisse um reajuste de 11,36% para os Professores, não foi concedido nenhum percentual de recomposição salarial. Em 2017, governo descumpre novamente a legislação, através de uma manobra parlamentar, aplica um pequeno reajuste em cima da GAM.  Em 2018, o governo reedita o calote e outra vez, agindo na ILEGALIDADE, não concede o reajuste na tabela de vencimentos dos educadores, em uma clara …

Gov Flávio Dino passa a perna nos professores, vende gato por lebre e chama isso de valorização

Quem vê a megacampanha midiática do governo Flávio Dino (PCdoB)  sobre a realidade salarial dos professores da rede estadual maranhense, nem de longe imagina o que de fato vem acontecendo com esses educadores.  Primeiro é preciso explicitar que o governador, apesar de ser professor, não teve pudor algum ao optar, em 2016, por descumprir as Leis do Piso e o Estatuto do Magistério e deixar toda a categoria de professores sem reajuste salarial algum. No ano seguinte, o avanço do governo sobre os direitos dos professores continuou. Numa manobra envolvendo sua base aliada no poder legislativo, o governador Flávio Dino (PCdoB) usa uma Medida Provisória para violar o Estatuto do Magistério, promove o desmonte da carreira ao extinguir 9 referências de um total de 19 existentes e realiza uma pequena elevação na Gratificação de Atividade do Magistério – GAM, de forma parcelada e progressiva, entretanto, manteve CONGELADO o piso salarial de todos os professores, com valores referentes ao ano de 2…

Baixaria na Assembleia de Prestação de Contas do Sinproesemma

Dia 24/06 (sábado), aconteceu no Praia Mar Hotel em São Luís a assembleia de prestação de contas do Sinproesemma.
O auditório em que aconteceu a assembleia comportava 120 assentos e cerca de 90% deles foram ocupados por educadores que estavam hospedados no hotel, pois vieram de alguns municípios localizados no continente. Poucos educadores eram da capital e isso se deu por que a diretoria do sindicato (SUB JUDICE) não divulgou a realização da assembleia nas escolas da grande ilha e nem convocou os trabalhadores nos seus  meios de comunicação.
O debate foi iniciado e ao longo dele, chamou bastante atenção o embate  entre os membros da diretoria, que se alfinetaram e também fizeram acusações graves. O presidente Raimundo Oliveira tentou cercear a fala da ex- presidente Benedita, mas foi reprovado por alguns professores.


Veja abaixo vídeos e os dois balancetes apresentados aos educadores. Neles, dentre outras coisas, chama atenção o volume de recursos que a diretoria do sindicato diz ter…