Pular para o conteúdo principal

O reajuste do PISO saiu. E agora?

Companheir@s professores da rede estadual de ensino do Maranhão, o ESTATUTO DO MAGISTÉRIO ( Lei nº 9.860/2013) estabelece o seguinte em seu artigo 32:

O poder executivo procederá aos ajustes dos valores do vencimento do subgrupo Magistério da Educação Básica no mes de janeiro, no percentual do PISO SALARIAL NACIONAL DO MAGISTERIO.

No plano nacional o governo federal manobrou mais uma vez e anuncia um percentual de reajuste do PISO rebaixado (13,01%). Se a lei nº 11.738/08 for aplicada, esse percentual passa a ser de 22,97%.

Abaixo apresentamos tabelas considerando esses dois percentuais.


TABELA SALARIAL COM O REAJUSTE ILEGAL DO PISO (13,01%)

PISOCargo
Classe
Ref.
Vencimento
GAM 75%
Remuneração (R $)
PROFESSOR 1
A
1
959,1
719,33
1.678,43
2
987,87
740,90
1.728,78
B
3
1.017,51
763,13
1.780,64
4
1.048,03
786,03
1.834,06
C
5
1.079,48
809,61
1.889,08
6
1.111,86
833,89
1.945,75
Cargo
Classe
Ref.
Vencimento
GAM 104%
Remuneração (R $)
PROFESSOR 2
A
1
1.003,45
1.043,59
2.047,04
2
1.043,59
1.085,33
2.128,92
B
3
1.085,33
1.128,74
2.214,08
4
1.128,74
1.173,89
2.302,64
C
5
1.173,89
1.220,85
2.394,74
6
1.220,85
1.269,68
2.490,53
PROFESSOR 3
A
1
1.221,92
1.270,80
2.492,72
2
1.283,02
1.334,34
2.617,35
B
3
1.347,17
1.401,05
2.748,22
4
1.414,53
1.471,11
2.885,63
C
5
1.485,25
1.544,66
3.029,91
6
1.559,51
1.621,89
3.181,41
7
1.637,49
1.702,99
3.340,48


TABELA SALARIAL COM O REAJUSTE LEGAL DO PISO (22,97%)


Cargo
Classe
Ref.
Vencimento
GAM 75%
Remuneração (R $)
PROFESSOR 1
A
1
1.043,63
782,72
1.826,35
2
1.074,94
806,20
1.881,14
B
3
1.107,19
830,39
1.937,58
4
1.140,40
855,30
1.995,70
C
5
1.174,61
880,96
2.055,58
6
1.209,85
907,39
2.117,24
Cargo
Classe
Ref.
Vencimento
GAM 104%
Remuneração (R $)
PROFESSOR 2
A
1
1.091,88
1.135,56
2.227,44
2
1.135,56
1.180,98
2.316,53
B
3
1.180,98
1.228,22
2.409,19
4
1.228,22
1.277,35
2.505,56
C
5
1.277,35
1.328,44
2.605,78
6
1.328,44
1.381,58
2.710,02
PROFESSOR 3
A
1
1.329,61
1.382,79
2.712,40
2
1.396,09
1.451,93
2.848,02
B
3
1.465,90
1.524,53
2.990,43
4
1.539,19
1.600,76
3.139,95
C
5
1.616,15
1.680,80
3.296,94
6
1.696,96
1.764,83
3.461,79
7
1.781,80
1.853,08
3.634,88

Analisando as duas tabelas facilmente constata-se o tamanho das perdas que teremos mensalmente e ao longo do ano, ao aceitar o reajuste ilegal do governo federal, que optou por agradar prefeitos e governadores em detrimento da nossa valorização.
Diante desse contexto temos que fazer a escolha entre a luta ou a resignação. Se optarmos pela luta, deveremos urgentemente cobrar  um posicionamento da diretoria do SINPROESEMMA, NO SENTIDO DE BUSCAR OS MEIOS E CONDIÇÕES NECESSÁRIAS PARA DEFLAGRÁ-LA. 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PERDAS SALARIAIS DOS PROFESSORES NO GOV. FLÁVIO DINO

GOV. FLÁVIO DINO DESCUMPRE LEIS e  APLICA NOVO CALOTE NOS EDUCADORES
Ao não conceder, em janeiro de 2018, o reajuste de 6,81% no vencimento dos integrantes do magistério da educação básica, mais uma vez o governador Flávio Dino insiste em descumprir a lei do PISO NACIONAL e o art. 32 do ESTATUTO DO MAGISTÉRIO. Por 3 anos consecutivos temos sido vitimados por uma política de profundo ARROCHO SALARIAL que tem como consequência a diminuição permanente do poder de compra dos educadores, comprometendo de forma direta a qualidade da educação pública e a dignidade dos trabalhadores. Em 2016, embora a lei garantisse um reajuste de 11,36% para os Professores, não foi concedido nenhum percentual de recomposição salarial. Em 2017, governo descumpre novamente a legislação, através de uma manobra parlamentar, aplica um pequeno reajuste em cima da GAM.  Em 2018, o governo reedita o calote e outra vez, agindo na ILEGALIDADE, não concede o reajuste na tabela de vencimentos dos educadores, em uma clara …

Gov Flávio Dino passa a perna nos professores, vende gato por lebre e chama isso de valorização

Quem vê a megacampanha midiática do governo Flávio Dino (PCdoB)  sobre a realidade salarial dos professores da rede estadual maranhense, nem de longe imagina o que de fato vem acontecendo com esses educadores.  Primeiro é preciso explicitar que o governador, apesar de ser professor, não teve pudor algum ao optar, em 2016, por descumprir as Leis do Piso e o Estatuto do Magistério e deixar toda a categoria de professores sem reajuste salarial algum. No ano seguinte, o avanço do governo sobre os direitos dos professores continuou. Numa manobra envolvendo sua base aliada no poder legislativo, o governador Flávio Dino (PCdoB) usa uma Medida Provisória para violar o Estatuto do Magistério, promove o desmonte da carreira ao extinguir 9 referências de um total de 19 existentes e realiza uma pequena elevação na Gratificação de Atividade do Magistério – GAM, de forma parcelada e progressiva, entretanto, manteve CONGELADO o piso salarial de todos os professores, com valores referentes ao ano de 2…

Governo Flávio Dino aplica novo GOLPE nos PROFESSORES

Companheir@, demonstraremos aqui, os prejuízos causados pela aprovação da  Medida Provisória nº 272/18. Ela modifica a estrutura da tabela de vencimentos que integra o Estatuto do Magistério e trata da concessão de reajustes diferenciados para os educadores:

 Prof. I - 10,47% - INTEGRAL  Prof. II - 6,81% - INTEGRAL  Prof. III- 6,81% - P A R C E L A D O
O governo do estado incorreu em ato ILEGAL ao violar o artigo 32 da Lei 9.860/13, e conceder percentuais de reajustes diferenciados para os integrantes do subgrupo  Magistério. Como se isso não bastasse, os valores dos vencimentos dos professores nas tabelas que acompanham a MP 272/18, foram definidos à revelia da tabela que acompanha o Estatuto do Magistério, desde sua aprovação em 2013. Governo e sinproesemma acharam que os professores não perceberiam a manobra matemática feita por eles. A ideia visa reduzir o volume de recursos financeiros do FUNDEB, que é usado para remunerar anualmente, os profissionais do magistério. 

Observe na imagem …