Pular para o conteúdo principal

O GOLPE A VISTA

Roseana aumenta salário de 35 mil professores




29/10/2009





A governadora Roseana Sarney assinou, na última terça-feira (27), a Medida Provisória nº 61, que dispõe sobre o reajuste dos vencimentos dos servidores do Grupo Ocupacional Magistério de Educação Básica e beneficia mais de 35 mil professores em todo o Maranhão. A MP, resultado de um acordo firmado entre o Governo do Estado e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), garante 10% de aumento aos professores do ensino básico, sendo que 8% serão pagos agora e 2% em janeiro de 2010.







Pelo fato do documento ter efeito retroativo a outubro de 2009 e a folha referente ao período já está fechada, a diferença a ser paga neste mês sairá em folha suplementar na próxima quarta-feira (4). As despesas resultantes da aplicação da medida serão pagas com dotações orçamentárias do próprio Estado.







“Essa decisão é um compromisso assumido pela governadora Roseana, que sempre se empenhou em valorizar os servidores, principalmente a categoria dos professores, que muito contribuem para o desenvolvimento do estado”, afirmou o secretário de Administração e Previdência Social, Luciano Moreira.







A soma dos números aponta que o aumento concedido pelo Governo do Estado aos professores em seis meses de gestão é de aproximadamente 16%. Além dos 10% concedidos pela Medida Provisória, houve reajuste de 5,9% de um acordo não cumprido pelo governo anterior e pago pelo atual.







“A categoria aprovou o percentual proposto pelo governo e a maioria dos professores não aceita um movimento contrário à decisão e que pôs 15% das escolas de São Luís num ‘movimento tartaruga’, segundo relatório da Seduc. Tanto que os alunos de diversas escolas estão preparando uma mobilizarão contrária para a semana que vem e eles terão o apoio dos pais nessa luta”, declarou o secretário de Educação, Cesar Pires.







Na opinião do presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, o aumento atende às solicitações dos trabalhadores na educação. “Os 10% estão dentro do pacote acatado pela grande maioria dos professores do estado. Agora, o governo cumpre com o acordado. É essa decisão que vai vigorar para a categoria”.









Fonte: Secom

Comentários

Anônimo disse…
Quanta falta de respeito para conosco.O Governo mente descaradamente e o Presidfente do SINPROESEMMA assina em baixo, o que há por traz disso?
Esclarecimentos:
1- O aumento este ano será de 5,9% + 8% = 13,9%
2- Roseana Sarney e o sec César Pires, com esta medida não estão valorizando os professores como afirmam. Eles estão descumprindo leis,portanto agem de forma ilegal,o que está em andamento é a eterna política de arrocho salarial.
3- O sindicato montou uma farsa e através dela tenta de todas as formas nos empurrar goela abaixo, esse acordo ruim e o que é pior, em vez dos diretores defenderem a categoria, defendem seus interesses particulares e o próprio governo.


Diante do exposto companheiros, a nós só resta a luta,pois através dela, não tenham dúvida poderemoas fazer a rtransformação. Recentemente derrubamos uma lei, a nossa luta de 2007 contribuiu decisivamente para a queda de um governo e agora, juntos vamos anular esse acordo imoral fechado pelo SINDICATO-GOVERNO.
O QUE SERÁ QUE ACONTECEU? A Governadora esqueceu dos outros profissionais da educação,os demais não terão direito ao reajuste?O que será que a diretoria do sindicato dirá a estes servidores?
Anônimo disse…
Respeitem os Educadores do Maranhão!Será que a Governadora duvida da nossa inteligência ou tem como referência a Diretoria do Sinproesema.
Exigimos respeito e continuemos na luta até a vitória!
Anônimo disse…
NEM O GOVERNO E NEM DIRETORES DO SINDICATO IRÃO CALAR A VERDADE!

CLAUDIA - CID. OPERÁRIA
Anônimo disse…
Pq vcs não se manifestaram no governo anterior os reajustes dado por eles. HEIM! Gostei desse aumento SIM! e não tenho lado político nenhum.



MARCOPOLO
Professor Tuba disse…
Esta luta vai ser árdua, já que não temos nosso "Sistema Mirante (Mirabolante)" para desfazer as mentiras do governo e da diretoria do sindicato.
Agora tenho certeza que eles acreditam que professor é burro.
E aí, pessoal? Prontos para mostrar o contrário?
Mas é bom se preparar porque vai ser duro na queda.
Bem! Eu estou preparado! E vocês?
Anônimo disse…
SERIA HORA DE ELEGER E FORMAR UM POSTER "CESAR PIRES E ROSEANA, INIMIGOS DOS PROFESSORES", POIS O SECRETÁRIO AGORA ESTÁ AMEÇANDO INSULFLAR OS ESTUDANTES CONTRA OS PROFESSORES. É MOLE!!!
Anônimo disse…
o jornal cuja notícia foi veiculada pertence ao grupo do governo que tem interesse em confundir a opinião pública.
Anônimo disse…
Qual é o problema.Fato é fato companheiro, o Governo está nos negando direitos e vc ainda o defende. Será que vc é diretor do sinproesemma ou é membro do governo?

Postagens mais visitadas deste blog

PERDAS SALARIAIS DOS PROFESSORES NO GOV. FLÁVIO DINO

GOV. FLÁVIO DINO DESCUMPRE LEIS e  APLICA NOVO CALOTE NOS EDUCADORES
Ao não conceder, em janeiro de 2018, o reajuste de 6,81% no vencimento dos integrantes do magistério da educação básica, mais uma vez o governador Flávio Dino insiste em descumprir a lei do PISO NACIONAL e o art. 32 do ESTATUTO DO MAGISTÉRIO. Por 3 anos consecutivos temos sido vitimados por uma política de profundo ARROCHO SALARIAL que tem como consequência a diminuição permanente do poder de compra dos educadores, comprometendo de forma direta a qualidade da educação pública e a dignidade dos trabalhadores. Em 2016, embora a lei garantisse um reajuste de 11,36% para os Professores, não foi concedido nenhum percentual de recomposição salarial. Em 2017, governo descumpre novamente a legislação, através de uma manobra parlamentar, aplica um pequeno reajuste em cima da GAM.  Em 2018, o governo reedita o calote e outra vez, agindo na ILEGALIDADE, não concede o reajuste na tabela de vencimentos dos educadores, em uma clara …

Gov Flávio Dino passa a perna nos professores, vende gato por lebre e chama isso de valorização

Quem vê a megacampanha midiática do governo Flávio Dino (PCdoB)  sobre a realidade salarial dos professores da rede estadual maranhense, nem de longe imagina o que de fato vem acontecendo com esses educadores.  Primeiro é preciso explicitar que o governador, apesar de ser professor, não teve pudor algum ao optar, em 2016, por descumprir as Leis do Piso e o Estatuto do Magistério e deixar toda a categoria de professores sem reajuste salarial algum. No ano seguinte, o avanço do governo sobre os direitos dos professores continuou. Numa manobra envolvendo sua base aliada no poder legislativo, o governador Flávio Dino (PCdoB) usa uma Medida Provisória para violar o Estatuto do Magistério, promove o desmonte da carreira ao extinguir 9 referências de um total de 19 existentes e realiza uma pequena elevação na Gratificação de Atividade do Magistério – GAM, de forma parcelada e progressiva, entretanto, manteve CONGELADO o piso salarial de todos os professores, com valores referentes ao ano de 2…

Governo Flávio Dino aplica novo GOLPE nos PROFESSORES

Companheir@, demonstraremos aqui, os prejuízos causados pela aprovação da  Medida Provisória nº 272/18. Ela modifica a estrutura da tabela de vencimentos que integra o Estatuto do Magistério e trata da concessão de reajustes diferenciados para os educadores:

 Prof. I - 10,47% - INTEGRAL  Prof. II - 6,81% - INTEGRAL  Prof. III- 6,81% - P A R C E L A D O
O governo do estado incorreu em ato ILEGAL ao violar o artigo 32 da Lei 9.860/13, e conceder percentuais de reajustes diferenciados para os integrantes do subgrupo  Magistério. Como se isso não bastasse, os valores dos vencimentos dos professores nas tabelas que acompanham a MP 272/18, foram definidos à revelia da tabela que acompanha o Estatuto do Magistério, desde sua aprovação em 2013. Governo e sinproesemma acharam que os professores não perceberiam a manobra matemática feita por eles. A ideia visa reduzir o volume de recursos financeiros do FUNDEB, que é usado para remunerar anualmente, os profissionais do magistério. 

Observe na imagem …