Pular para o conteúdo principal

A diretoria GOLPISTA do SINDEDUCAÇÃO ja evidencia sua preferência pelo patrão (PREFEITO).


 

A Presidente Elisabeth Castelo Branco também argumentou que não entendia o porquê do não pagamento do vencimento de dezembro de 2012 aos profissionais do magistério, na medida em que esta obrigação é paga integralmente com os repasses do FUNDEB (o extrato do Tesouro Nacional comprova o depósito de mais de R$ 31.000.000,00 nas contas do município de São Luís, apenas no mês de dezembro de 2012.). O secretário Allan Kardec entendeu a indignação da representante sindical e informou que o pagamento dos profissionais do magistério estará sendo feito amanhã, dia 04 de janeiro de 2013.

Os calendários escolares dos anos de 2012 e 2013 estarão sendo discutidos na próxima semana, em audiência  que contará com a presença da SEMED, da Promotoria de Educação e do SINDEDUCAÇÃO.

O SINDEDUCAÇÃO manterá vigília diária em relação aos encaminhamentos e resoluções dos pleitos formulados no bojo do ofício n.º 04/2013 e estará disponibilizando todas as informações à categoria, tão logo lhes sejam repassadas.

 A Diretoria 


Em reunião que aconteceu nesta segunda-feira (14/01) com os representantes da Secretaria de Educação do Município, Ministério Público e a presidente do SINDEDUCAÇÃO Profª Elisabeth Ribeiro Castelo Branco ficou definido o início do calendário escolar de 2013 para o dia 25 de fevereiro. 


A direção do SINDEDUCAÇÃO comunica aos professores ativos da Secretaria Municipal de Educação - SEMED, que de acordo com o compromisso assumido pelo Secretário de Educação do Município de São Luis , Alan Kardec Duailibe em conjunto com Secretária de Fazenda do município, Srª Sueli Bedê diante dos representantes do Sindicato, o pagamento dos salários de férias referente a um terço dos quinze dias relativos ao mês de janeiro ocorrerá no dia 16 de janeiro de 2013.

CONSIDERAÇÕES DO MRP:

Os informes acima foram retirados do site do SINDEDUCAÇÃO, neles podemos observar os riscos que os educadores da rede municipal de ensino de São Luís correm com a permanência dessa DIRETORIA GOLPISTA à frente da maior categoria de servidores da capital. Senão vejamos:

1.    Sem um debate prévio com os educadores através da realização de uma assembleia a diretoria GOLPISTA do sindicato resolveu fechar acordo com a prefeitura para que o pagamento do salário fosse realizado de duas formas: 

a)    Os professores ativos receberiam integralmente o referido salario;

b)    Os aposentados, pensionistas e demais servidores ativos da SEMED receberão seus salários de forma parcelada.

2.    Também sem o devido debate prévio com os educadores a diretoria GOLPISTA do sindicato define o término do ano letivo de 2012 sem observar o que determina a LDB;

3.    Por ultimo a diretoria GOLPISTA do sindicato ludibria os educadores ao divulgar que o pagamentos dos 15 dias de férias sairia no ultimo dia 16, o mesmo não ocorreu e ela sequer tem a coragem de tecer uma única critica a  indefinição da prefeitura.
 
Atenção educadores! Nos temos o entendimento que uma diretoria sindical, seja de qual categoria for, não tem o direito de falar em nome dos trabalhadores, se esta não realizar o debate prévio com a base da sua categoria. Nesse sentido, convidamos os educadores da rede municpal de ensino de São Luis a participar de uma plenária dia 28/01, a partir das 16h no SINDICATO DOS BANCÁRIOS para debatermos várias questões inerentes à nossa categoria, Tais como:O nosso reajuste salarial; A garantia do 1/3 de hora atividade; eleição direta para diretor; dentre outras questões não menos importantes.

Comentários

AGORA NOSSOS DIREITOS SE RESUMEM NOSSO : CALENDÁRIO E PAGAMENTO ? VEM CÁ MAIS ISSO É OBRIGAÇÃO DAS AUTORIDADES , NÃO UM FAVOR ... CADÊ OS NOSSOS 1/3 DE ATIVIDADE EXTRACLASSE ; O REAJUSTE , COM A RECOMPOSIÇÃO DE TUDO AQUILO QUE NÃO FOI DADO PELO PISO , POIS NOSSOS PREFEITOS SÓ DAVAM 6 E 8 % NO MÁXIMO , QUANDO O REAJUSTE DO PISO PASSAVA DOS 20 % ; AMPLIAÇÃO DA CARGA HORÁRIA E ETC... E ETC... TUDO ISSO FOI NOS NEGADO COM AS BENÇÃOS DOS NOSSOS SINDICATOS . VIVA AOS SINDICATOS DOS PATRÕES ! VIVA A SUBSERVIÊNCIA !! VIVA !

Postagens mais visitadas deste blog

Professora desmascara a propaganda do "governo da Mudança"

Neste vídeo a VERDADE sobre a realidade salarial dos educadores da rede estadual é revelada. Somente na propaganda do governo existe valorização dos educadores. Assista ao vídeo integralmente e conheça a triste situação dos professores.

Flávio Dino tem reajuste salarial e servidores estaduais, NÃO.

Onde está a Mudança?

O governo do Maranhão usa da desculpa de crise financeira e vem, há dois anos, arrochando os salários de milhares de servidores estaduais e negando seus direitos. Os professores ficaram sem ter o reajuste dos seus VENCIMENTOS em 2016 e 2017. Os professores em regime de C.E.T (CONDIÇÃO "ESPECIAL" DE TRABALHO) recebem essa gratificação CONGELADA desde fevereiro de 2015. Os funcionários administrativos, operacionais e outros, da SEDUC e das outras secretarias estão lutando para garantir, este ano, o reajuste de 6,3%, pois em 2016 não tiveram reajuste algum.



Na contramão do discurso de crise financeira e agindo  na surdina, a assembleia legislativa concedeu no último mês de fevereiro reajuste salarial, SEM PARCELAMENTO, para o governador, o vice-governador e todo o secretariado.  
Em 2017 seus novos subsídios são:
Governador: R$ 15.915,40         (16,9 SM);
Vice-governador: R$ 14.198,18 (15,1 SM);
Secretários: R $ 11.154,24          (11,9 SM).
Observação: SM = SALÁ…

O governador do Maranhão usa MP para descumprir lei estadual.

Não satisfeito em IGNORAR O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO, A LEI DO PISO e deixar os educadores da REDE ESTADUAL sem REAJUSTE SALARIAL em 2016, o governador Flávio Dino resolveu inovar e, em 2017, lançou mão de uma Medida Provisória para burlar o estatuto dos profissionais do magistério.
Educador(a), entre em contato com o/a deputado/a da sua região, peça seu apoio e diga a ele/ela que somos contra a MP 230,  da forma que foi proposta. Queremos que o governador CUMPRA o Estatuto do Magistério. Quando definirem o dia dessa votação, vamos mobilizar nossa categoria para LOTAR a Assembleia Legislativa. 
Educadores de todo o estado precisam comparecer e lutar contra a aprovação dessa MP.
NO DIA DA VOTAÇÃO DA MP 230/17 QUE VIOLA O ESTATUTO DO MAGISTÉRIO  (Lei nº 9.860/2013), OS DEPUTADOS VOTARÃO aFAVOR (F)ou CONTRA (C)  A Educação e os EDUCADORES???
A MP 230/17 SERÁ VOTADA AMANHÃ NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO         E JUSTIÇA - CCJ. Seus membros titulares são:
Presidente; Prof Marco Aurélio
Relator; Dr L…